Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

DEM anuncia apoio. Clique e assista à matéria da RedeTV

Exercício para ‘tratar’ a pressão alta



Praticar exercícios tem sido apontado como um ótimo “tratamento” do quadro hipertensivo, principalmente para o quadro de pressão arterial elevada, de leve a moderada. O problema atinge entre 15% a 20% dos brasileiros e é considerada um dos principais fatores de risco para a saúde cardiovascular – problemas de origem cardiovascular que mais matam no mundo.
No entanto, cerca de 25% da população hipertensa não responde positivamente à atividade física, em função de fatores genéticos. A boa notícia é que movimentar o corpo auxilia 75% dos hipertensos a reduzir este quadro, inclusive adiando ou pelo menos diminuindo a dosagem de medicação utilizada para controle da hipertensão.
O exercício oferece tanto os benefícios agudos, sentidos nas primeiras horas após a sessão, como os efeitos crônicos, aqueles mais duradouros e que provocam modificações mais expressivas. Por exemplo, logo após uma sessão de caminhada vigorosa, as pesquisas demonstram uma resposta de diminuição dos níveis da pressão arterial. Nos que se exercitam com regularidade, são observadas melhoras na função elástica dos vasos sanguíneos, aumento do “bom colesterol” – HDL, que ajuda a limpar o colesterol ruim. E o principal: melhora da função do músculo cardíaco. Outro benefício indireto é a redução do sobrepeso, que também alivia o quadro hipertensivo.
Mas é preciso ficar atento, pois não é nada bom a falta de critério para a prática de atividade física. O hipertenso precisa ter um acompanhamento médico mais frequente e deverá manter um monitoramento mais restrito e rigoroso de sua frequência cardíaca durante o exercício, prescrita pelo médico e monitorada por um profissional de Educação Física.

Por Renato Dutra

terça-feira, 29 de junho de 2010

ALIANÇA AMARELA - É PRA VALER

O texto abaixo é da Enfermeira Leila Boff. Sobre uma aliança amarela, que usaremos mais tarde na campanha, como um grande pacto para o futuro. Veja o que ela escreveu:




"Amei a aliança...acho que sou perceptiva!!! incrível eu senti algo assim... em relação a você, ou pré-sentia, não sei bem como explicar sentimentos são coisas abstratas. Na verdade sempre vejo as coisas antes dos outros, sou rápida e muitas vezes mal interpretada. Então, pode ser este, o motivo pelo qual as pessoas me acham LOUCA E OUTROSTANTOS ADJETIVOS eu particularmente vejo, antes, as coisas e por isso não me encaixo nos padrões da normalidade social. Mas ontem me surpreendi!!! Aquela a aliança amarela me fez entender minha percepção. Apenas uma metáfora,  eu também não compreendia o que sentia e ao se materializar no objeto, aliança amarela, um símbolo de compromisso, fidelidade e companheirismo compreend. Inteligencias se atraem em frases poéticas, atitudes românticas e ações de amizade. Bjs Governador... tu ja és governador no sentido figurado, agora caminha no sentido real e nada poderá modificar. Isto é fato. Pode acreditar".

(Leila Boff)

PEDOFILIA É MUITO PRA MIM

Hoje, aqui em Brasília conversei com uma senhora que mora em Luziânia - Go. Ela tem seis filhos e trabalha no Park Shopping, disse-me que sua aflição é grande, porque diariamente tem que trabalhar e lá, na sua cidade, houve aquele caso escabroso, de um maníaco que assassinou seis jovens depois de ter abusado sexualmente de todos.

O louco varrido depois de preso suicidou-se na cela. Acabou o drama em Luziânia. Mas, ficou a marca inapagável na história de seis famílias da cidade, que perderam seus filhos. E a pedofilia é um crime bárbaro. E o pior de tudo é que tem muito doido varrido por aí. Muita gente camuflada que abusa de crianças. E que são na verdade monstros soltos nas ruas.

A pedofilia deve ser considerada como crime hediondo. Não sou advogado, portanto, não sei onde ele está caracterizado, no entanto, o criminoso que abusa de uma criança não pode ter atenuante, deve ir mesmo para o regime fechado e sem regalias. Porque não dá para se ter gente, com esta anomalia solta nas ruas. E doa em que doer. Pedófilia poderia por si só levar o criminoso a pena de morte.

MAIS UMA TRAGÉDIA NO BRASIL. MAIS UMA TRAGÉDIA NO MUNDO


Mais uma tragédia nos assola e nos machuca. As enchentes de Pernambuco e Alagoas dóem em nossas almas, na alma coletiva do povo brasileiro. Se um conterrâneo nosso sofre nós todos sofremos igualmente. Por mais longe que estejamos. Por mais indeferentes que queiramos ser, dói no coração da gente, porque o infortúnio é da humanidade.


A natureza é assim mesmo. Ela não avisa e vem do jeito que tem que vir, com a fúria incontida nos seus próprios mistérios. E assim temos visto mundo afora, as ondas gigantes a limparem do mapa cidades inteiras, a tremores de terra que tanto judiou no povo haitiano e mais recentemente dos chilenos.


As tempestades extraordinárias que cobriram de lama cidades e comunidades do Estado de Santa Catarina. Agora, chegou mais uma pra nos humilhar ainda mais. Não vou aqui dizer que o Nordeste sofre, não, porque o Estado tem as suas carências naturais, e uma delas, a histórica falta de água. E que contradição medonha? A de agora, veio água em excesso, quase uma onda gigante sobre memórias imateriais, como obras e lembraças de Gracilano Ramos. E no mais perdas absolutas de casas, criações, documentos, vidas.


Mas, não será somente no Nordeste que acontecerá o milagre. Não. Em todo mundo é assim mesmo, quando se perde tudo e coletivamente, aquele povo tira força da alma para reconstruir suas vidas. E tudo virá pouco a pouco e com imensa criatividade, mas, as cidades voltarão a existir e as vidas continuarão a ter esperanças e sonharem. E o Nordeste será outro e melhor. Quem viver verá.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

TIREI O DIA DE HOJE PARA SER AVÔ

Depois da grande festa de ontem, A CONVENÇÃO DOS PARTIDOS ALIADOS, que foi um sucesso, peguei o avião à noite com destino à Brasília. Alguns encontros agendados, que vinha deixando todos para depois, tirei a segunda e terça para as conversas. E de outra parte, com as tres netas. A mais velha tem 10 anos e a mais nova 1 ano e 10 meses.

No meio delas não tenho a menor moral. E nem autoridade. Neto manda em avô e abusa. E eu fico fazendo todos os gostos, e tenho observado que preciso deste reencontro com a infância e suas ingenuidades, quando tudo que falam pra gente é uma enorme graça. Tudo é muito importante. Tudo é muito ingênuo e engraçado.

Mas, felizes são as criancinhas. E nestes encontros eu também me transformo numa delas. E me engrandeço.

QUE FESTA EM GENTE?


Você bem sabe que campanha política é uma grande festa. E a nossaD festa começou ontem, dia 27 com uma grande festa, memorável, em Porto Velho, na convenção do partido. E a coisa não foi tão tanquila assim, houve companheiros que não ficaram satisfeitos com a escolha de nomes. E protestaram. Nada mais legítimo do que isto, dentro de um debate democrático. Estou cansado de ver estas coisas nas convenções nacionais do PMDB. Já assisti até quebra-quebra de meter medo.

Gente demais. Do Estado inteiro. Puxa!  Aí sim ficou lançada a nossa aliança de quatro partidos até agora. Até amanhã virão mais dois, é o que espero. Com esta aliança a coisa começa bem e vou fazer a minha parte, de maneira incansável, para chegar ao final da campanha com a compensadora vitória. Só a vitória nos interessa. Mais nada.  E depois governar bem. Previsivelmente. É o que falei no meu discurso. Rondônia como um Estado previsivel.

Nome da coligação - ALIANÇA POR UMA RONDÔNIA MELHOR PARA TODOS. Veja bem, melhor para todos, não para poucos, para aliados, deixando de fora as micro, pequenas e médias empresas. Assim não dá.

CONSULTÓRIO DE RUA - KIT DE RUA PARA DEPENDENTES QUÍMICOS



Tem os moradores das ruas e os dependentes químicos e alcoólatras bem conhecidos em todas as cidades. Pode-se criar o CONSULTÓRIO DE RUA, que consiste no atendimento de dependentes químicos sem lar ou que passam grande parte do tempo em locais públicos, como praças, viadutos e as avenidas.
O Consultório é composto de uma equipe multidisciplinar com especialistas em saúde mental, atenção básica de saúde e assistência social, da Prefeitura ou do Governo do Estado. A equipe faz a primeira abordagem.
O Governo Federal pode ajudar financeiramente, basta a apresentação de projetos.
A equipe vai distribuir camisinhas, protetor labial para quem tem feridas na boca (muito comum entre os usuários de crack devido ao contato com o cachimbo), entre outras coisas. Também podem ser feitos testes rápidos de HIV.
Este trabalho deve ser coordenado pela Secretaria de Saúde sempre com apoio da Secretaria de Assistência Social.
O uso de droga é a grande causa da violência. Reduzindo o número de usuários, reduz-se a violência.

Os craques do Brasil voltam. E Felipe sai



O aguardado retorno dos dois jogadores mais decisivos da seleção brasileira no início da fase eliminatória da Copa do Mundo não significa que a equipe está completa para pegar o Chile. O jogo desta segunda-feira, às 14h30 (horário de Rondônia), no estádio Ellis Park, em Johannesburgo, deverá ser marcado por alguns desfalques de ambos os lados.


http://veja.abril.com.br/blog/copa-2010/selecao-brasileira/craques-do-brasil-voltam-e-felipe-sai/

domingo, 27 de junho de 2010

Convenção PMDB e aliados: fotos publicadas no FACEBOOK durante transmissão ao vivo.







Assessoria

Transmissão Ao Vivo da Convenção Estadual do PMDB

Acompanhe aqui a transmissão ao vivo da Convenção Estadual do PMDB

SEGURANÇA - REDE DE VIZINHOS PROTEGIDOS


A sociedade pode e deve contribuir para a redução da criminalidade. Primeiro tomando alguns cuidados com a sua própria casa. Reclamando da administração municipal quando a rua estiver escura. Reparando novos moradores e os seus hábitos. Fazendo denúncias anônimas para a Polícia em caso de moradores suspeitos.

A vizinhança deve se organizar. Dez a vinte vizinhos devem procurar conversar entre si... Sabe como é que é. Até parece que não temos vizinhos. Tem gente que mora numa casa e não sabe o nome do morador da casa ao lado. O que é um erro.

A REDE DE VIZINHOS PROTEGIDOS deve fazer parte do policiamento comunitário. Cada vizinho ter um meio de se comunicar com o outro quando tiver em situação de risco. Pode ser um apito, uma ligação telefônica, um foguete, outras senhas. De forma tal que um vizinho protege o outro. Dá para se fazer isto tranquilamente em qualquer cidade. Dá um excelente resultado.

sábado, 26 de junho de 2010

SAIA DA FRENTE, A TURMA DO COMIGO NINGUÉM PODE


(Dr. Ricardo Sá, Empresário Adilson, Vereador Marcos Valério, eu, Jornalista Edvaldo Soares, Dr Romildo Pereira e Professor Basílio)

Passei o dia inteiro em Ji-Paraná na quinta-feira, dia 24. Aí está o grupo bem híbrido de gente boa. Só o Adilson e Marcos Valério não são do PMDB, o Marcos é do PDT e sairá candidato a Deputado Federal. Jovem com um gás bem maior do que o de Urucu. Os outros, vou dizer pra vocês, são daqueles pedra noventa.

É assim que a militância do PMDB, sofre pra cachorro, mas, de vez quando tem momentos de alegria. O PMDB é um partido de sonhadores. Enquanto a realidade é dura que nem pedra, a gente agradece por estar vivo e bem agradecido por tudo.

Aí neste lugar paradisíaco, do Adilson, um condomínio à beira de um lago, foi feito o almoço pelo extraordinário gastrônomo Paulinho, sua esposa Márcia e mais algumas amigas. Falei pra eles na hora que não perdessem mais tempo, o talento inato deles é a culinária. Saladas extraordinárias, charuto, alguns outros pratos da cozinha árabe e eu que morro de remorso comigo mesmo, por já ter ganho quatro malditos quilos nestas andanças, confesso aqui pra vocês, que a carne é fraca. Eu não seguro a boca nem que a porca torça o rabo. E lá vou eu  comendo meio arrependido, sabendo que vou engordar mais algumas gramas, mas, eu penso que tudo aquilo não é verdade. Porque a comida me dá muito prazer enorme.

E você sabe - que a gula é pecada capital. Por favor, não me leve mais nestes almoços, me deixem em paz, roncando estômago na base da salada com atum. Puxa vida! Também pudera, é muita tentação pra meu gosto.

Xô maldição! Saravá.  Mas, a turma aí da foto é da pistolalgem eleitoral, nem é cabo eleitoral não.

VELHO CAMATA DE GUERRA



É assim, gente, na base da descontração que vou levando a vida. Aí na foto com a hipercompetência do rádio em Ji-Paraná, o amigão CAMATA. E foi assim que de sorriso em sorriso enchemos quase quarenta minutos de bate-papo falando sobre as benditas convenções, todas as curvas de Santos por aqui, nas conversas com os partidos.

É um deus-nos-acuda de se achar que está tudo certo e daí a pouco, sem mais e nem menos, tudo cai por água a abaixo. E se tem que voltar a estaca zero. Mas, tudo tem fim. E este fim virá pelo tempo, e, justamente, neste mês de junho, até dia 30 que tudo mundo se acertará. E vamos  vver como é que a cobra vai cantar.

E o Camata me perguntou muita coisa. E eu fui falando de saúde, que pode melhorar e muito, das alianças com os partidos PDT, PCdoB e PRTB, e ainda foi mais longe, perguntou-me sobre o DEM e a posição do Bianco. Falei que estou  a mil por hora, aguardando a ligação dele, inclusive, estou fechando a minha novena de São João,  justamente hoje. Tudo para ter dele só a uma resposta possível - aceitar o meu convite para compor a aliança.

A EUFORIA DA GALERA



É assim que quero deixar o povo de Rondônia. Entusiasmado. De certa forma com aquela sensação de um gol. Alegre. Este amigão aí da foto, é militante nosso, do PMDB no encontro regional de Rolim de Moura neste mes de junho.

Foi um dos maiores encontros partidários. Congregou gente de toda Zona da Mata. O CTG de Rolim que é grande, encheu de gente e eu falei pra todos com a maior naturalidade possível, olhando no olho do povo, dizendo a verdade nua e crua. E por dizer assim levantei a galera. É assim que vou continuar, por todo Estado de Rondônia, por onde passar durante a campanha que inicia no mês que vem.

A base da minha campanha é o militante partidário que existe em todo Estado. Para se adquirir confiança desta turma demora muito tempo. Para pouco a pouco adquirir-se confiança. E além do mais amizade e respeito.

Esta conquita tenho feito deste os anos oitenta. E tenho perambulado pelo Estado inteiro, conheço muita gente. Além da militância partidária tem os amigos, conhecidos, simpatizantes, partidos aliados e todos os outros, que ainda não me conheçam pessoalmente, mas, que de boca em boca poderão ser alcançados e convencidos.

Vamos em frente, gente, vamos lá.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

JÁ TENHO O VICE



(Manuel Neri, Senador Acir, Airton Gurgacz, Confúcio, Senador Valdir Raupp, Emerson Castro -vice prefeito de Porto Velho e Secretário Geral do PRTB)


Foi na segunda-feira, dia 21 deste mês, que o Senador Acir Gurgacz convocou a imprensa de Porto Velho para anunciar o nome do vice. Um acordo dos dois partidos aliados - PCdoB e PDT -  empresário AIRTON GURGACZ.

Seria soberbo se saísse com chapa puro sangue. Nem teria nenhuma lógica porque já estava muito preocupado com a minha solidão. A nossa solidão - PMDB e PRTB, este manifestou apoio na primeira hora. O Sendor Acir era pré-candidato a Govoernador, vinha anunciado a sua intenção. Conversei com ele várias vezes. Há l ano que o procurava. Até que enfim ele conversou comigo e falou do que deseja para Rondônia. Coincidiu com o meu pensamento. Deu certo. Firmamos o pacto.

O PCdo B foi outro que tive namoro longo. Chegui até a noivar com eles. E nada. E foi e foi. Também o PCdoB que também vinha de acordo feito com o PDT, combinaram os dois e fechamos o grande acordo. Viria o vice de um dos dois partidos. Até o ano passado o mais provável indicado seria o Davi Chiquilito, do PCdoB, este, mais tarde, por opção pessoal sairá com candidato a Deputado Estadual.

Fica assim composto o grupo que irá para as ruas. Os partidos são quatro - PMDB, PRTB, PDT e PCdoB.  Mas, ainda estou aguardando a qualquer hora mais alguns telefonemas. Neste momento, estou em Ariquemes, telefone ao alcance das mãos, para receber mais alguns partidos desejados como aliados. Meu coração palpita forte, mas, sei que o danado aguenta, porque puxo esteira há 30 anos e fiz check-up na semana passada. Estou bem de saúde. Dá para resistir todo estuário de tensões e apreensões que esta safra me impõe.

REUNIÃO NA CASA DO AUGUSTINHO EM JI-PARANÁ




Menino! Pensei que seria cinco ou seis, que nada, Augustinho mostrou que tem amigos em Ji-Paraná. Foi na varanda da sua casa, entorno da sua piscina, ele foi colocando cadeiras. E foi chegando gente. E todo mundo foi sentando. Seria para me apresentar aos seus amigos e vizinhos.

Também não poderia deixar de agradecer ao ex-vereador Romildo Pereira, as equipes da Solange e do Josiel, pessoal bom e competente, enquantos os dois vereadores estavam em Brasília, Romildo e suas equipes não arredaram pé de me acompanharem.

O Batista também deu uma passada e tem me colocado ao dispor dos seus amigos. Enquanto isto a reunião do Augustinho foi rolando, eu fiquei impressionado com o seu prestígio e ao tempo que me encontrei com muitos amigos antigos. Foi tudo uma beleza, não vou citar mais nomes para não comprometê-los, por que sabe como é que é, daqui a pouco tem gente sendo perseguida.

Era tarde da noite, comi dois quibes e peguei a estrada no rumo de casa.  Deixando pra trás a minha posição, atitudes, alguns protocolos de intenções para depois, durante a campanha poder consagrar como propostas claras e compromissos assumidos.

Rondônia é linda. Maravilhosa. Diversificada. Povo mestiço encantador. Rondônia é dez.

É ASSIM QUE TRABALHAM AS ENTIDADES NO ESTADO DE RONDONIA


De rua em rua cheguei à entidade religiosa e civil que se presta a creche, padaria comunitária, preparação de mão-de-obra. Meninos pequenos brincando no térreo, com brinquedos típicos da idade, comida boa, padaria ao lado a pleno vapor. Um cheiro danado de pão francês assando. Meu estômago roncou forte. Diariamente distribui pão e cesta básica para pessoas cadastradas do Bairro Urupá em Ji-Paraná.

Gostei. E pude perceber o tanto que as ONGS e entidades religiosas contribuem de maneira complementar ao papel do Estado. Eu vi ali uma competência do Estado e ou município, no entanto, mantida por contribuições do comércio e coletas nas igrejas evangélicas da cidade.

É assim o Brasil. Não é ruim ser assim. Porque mesmo em países desenvolvidos o poder civil, cooperativas fazem mais do que o próprio Estado. Esta junção se completa. No entanto, não invalida e nem diminui a competência quase que exclusiva da União, Estados e Municípios.

Quero através deste \"post\" cumprimentar o Pastor Walker pela sua eficiente coordenação.

- DEVE-SE PUNIR O CRIME PEQUENO?


Parto do seguinte princípio: quem não presta atenção nos detalhes não atinge sua meta. Pelo que se vê ninguém quer prender ladrão de galinha. Nem quem furta uma bicicleta. Nem ladrão de rua. Só o assaltante que levou 1 milhão de reais de um banco ou o chefe do tráfico. O problema é que tanto o ladrãozinho quanto o adolescente que picha muros estão diretamente relacionados ao chefão do tráfico. Um leva ao outro. Um só existe por causa do outro. Antes de mais nada, cidades degradadas pela violência precisam resgatar a moral, o respeito. O que é seu é seu, e eu não posso pichar. Ponto. Também não posso roubar, nem quebrar, nem vender drogas, nem morar na rua. Sem valores morais, toda a sociedade acaba no círculo do crime, de uma forma ou de outra. Se o respeito volta, o crime adoece. Assim é mais fácil combatê-lo. É desta forma que se deve exercitar política de segurança pública no Estado de Rondônia.

Brasil joga por liderança e por prestígio



O mais aguardado jogo da primeira fase perdeu alguns de seus atrativos, mas trata-se de uma partida imperdível: quando entrarem em campo às 10 horas desta sexta-feira (no horário de Rondônia), no lindo estádio Moses Mabhida, na cidade litorânea de Durban, Brasil e Portugal colocarão à prova as suas reputações e começarão a desenhar seu futuro na competição.

QUEM SERÁ CONTRA NÓS?

Quem será contra nós nesta campanha?

Nós mesmos. Quando a campanha vai pegando corpo, entrando partidos novos na aliança, começa o pessoal de casa (do PMDB, o meu partido) a ficar de cara feia. Olhando de lado, com imensa desconfiança do novo companheiro que se encorpa no nosso meio e entorno.

Daí pra frente  dá para notar. Ah! gente, ciúme de gente grande e velha e madura é bem pior do que cíúme de adolescente. A grandeza de tudo isto é a superação da fase doméstica para uma fase de imenso saber conviver em comunidade. Quem não está preparado para se juntar à sabedoria comunitária, ao encorpamento de aliados, dificilmente está preparado para um governo de aliança.

Aliança é casamento. É  por isso quando se casa põe no dedo o anel de aliança. É dois se transformar em um. É viver junto e deixar a a família crescer. Em todo mundo é assim que se faz para ganhar eleição, o povo gosta de união, o povo gosta de vida em comum, o povo gosta desta certa renúncia de parte de um poder vindouro com outros, é bem simpátíco e grandioso.

Porque a vida é dura. Governar é juntar forças aqui e ali, conduzi-las todas com planos e propostas claras, metas para cumprimento e tocar pra frente. Então, caros amigos, não sejam vocês, os de casa, os amigos, que sejam os meus e nossos adversários. Não sejamos nós contra nós. Temos adversários de sobre, aí fora, para superá-los pela grandeza de nossas sabedorias.

ASSUNTO DO MOMENTO EM JI-PARANÁ É A COLIGAÇÃO ENTRE PMDB E PDT


Em três programas de rádio e em dois programas de TV em que o pré-candidato ao Governo do Estado pelo PMDB, Confúcio Moura, participou nesta quinta-feira, 24, em Ji-Paraná, o assunto foi um só: a coligação entre o PMDB e o PDT, o que coloca o empresário Airton Gurgacz como vice da chapa encabeçada pelo peemedebista.

Em resposta ao radialista e apresentador de TV Alessandro Lubiana, confúcio Moura se disse feliz com a escolha, por se tratar de uma pessoa muito querida e influente em todo o Estado. “Fico feliz em, se confirmando nossa candidatura ao Governo do Estado na Convenção Estadual no próximo domingo, poder contar com uma pessoa honesta e bem quista pela sociedade rondoniense como é Airton Gurgacz, que traz consigo a força do nome do Senador Acir marcos Gurgacz (PDT)”.

Já no programa da Rádio Ji-Paraná, O Trabuco, comandado pelo experiente radialista Valdemar Camata, Confúcio Moura não só se disse contente com a coligação anunciada pelo próprio Senador em encontro ocorrido em Porto Velho, como destacou a possibilidade de o Democratas (DEM), presidido pelo prefeito de Ji-Paraná, José de Abreu Bianco, também fazer parte da coligação.

“Tenho conversado muito com o prefeito Bianco e ele me pediu um prazo para ver como fica a situação do partido no âmbito nacional. Ele (Bianco) não quer ser chamado de indisciplinado pela cúpula do DEM em não acatar a decisão nacional. Mas estou muito esperançoso com a participação de Bianco junto conosco neste pleito”, explicou Confúcio Moura.

O pré-candidato ao Governo de Rondônia pelo PMDB destacou também a aliança com o PCdoB, na pessoa de David Chiquilito Erse, que, segundo Confúcio, “fez uma campanha explendida nas últimas eleições e é um nome forte na Capital para caminhar com o PMDB”.

A Convenção Estadual do PMDB acontece no próximo domingo, em Porto Velho, no Sesi, a partir das 9 horas, quando deve ser homologada a candidatura de Confúcio Moura e Airton Gurgacz ao Governo do Estado. Além de PMDB, devem prestigiar a Convenção representantes do PRTB, PCdoB e PDT, partidos que devem compor com os peemedebistas rumo ao Palácio Presidente Vargas.

Postado por: Assessoria

Tragédia no Nordeste - Dois lados de um mesmo Pernambuco

Apenas 60 quilômetros separam a igreja de Palmares, destruída pela chuva, e a de Caruaru, enfeitada para o São João.

A festa de São João em Caruaru (PE) tem cheiro de vinho quente e arroz doce.  Os balões iluminados enfeitam as ruas e dividem espaço com bandeirinhas típicas e fogueiras, que embalam a noite de milhares de pessoas durante todo o mês de junho. Este ano, porém, a menos de 60 quilômetros de uma das maiores festas juninas do nordeste, o cheiro que se sente é de comida podre e esgoto, em um cenário repleto de fogueiras apagadas pela tempestade que tomou conta do interior pernambucano.

Por Marina Dias

quinta-feira, 24 de junho de 2010

VOCÊ SABE O QUE É PROERD?







O Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) é um programa especial. Que as Polícias Militares oferecem nas escolas brasileiras. Que por aqui anda meio negligenciado. Uma vergonha incrível. Porque se trata de um eficiente programa de controle do uso de drogas ilícitas.

Creio que este programa deve ser incluído na educação em todas as escolas. Que o MEC pudesse preparar professores só para ministrar esta capacitação.

A violência está destruindo o Brasil como uma guerra. Morre mais gente no Brasil do que no Iraque. Todo dia se mata jovem negro e pobre. E causa prevalente é a droga. O vício. Então, não é só com cadeia que se reduz a criminalidade. É com educação. Com informação. Com PROERD.

CONFÚCIO MOURA VISITA FAMÍLIAS PAIO E CAMATA



Em visita a Ji-Paraná hoje pela manhã, 24, o pré-candidato ao Governo do Estado pelo PMDB, Confúcio Moura fez questão de cumprimentar Sandro Paio, diretor-proprietário do jornal Correio Popular, filho de Alcides Paio, pioneiro do rádio-jornalismo na região Central do Estado.

Na ocasião, Confúcio Moura foi entrevistado pela filha de Sandro Paio, Mariana Paio, terceira geração da família comprometida em levar informação ao povo rondoniense.

"Não poderia ser diferente, a mãe dela é filha do Valdemar Camata, radialista que dispensa apresentação Confúcio. O jornalismo está no sangue", lembrou Sandro Paio.

Em se falando da família Paio Camata, Confúcio Moura lembrou das conversas que teve com o filho de Valdemar Camata, Valdemar Camata Júnior, uma ainda quando era Deputado Federal, em Brasília/DF, e a outra aqui mesmo no Estado, há pouco tempo.

"Gosto muito do Camatinha, ele é um entusiasta, acredita muito no Estado e isso me alegra muito. Lembro que perguntei a ele como ficaria Rondônia depois das usinas e ele me respondeu: vai continuar forte e em franco desenvolvimento! Isso me deixou esperançoso, vindo de uma pessoa com a experiência dele na área econômica", disse o pré-candidato Confúcio Moura.

Entre outros assuntos, Confúcio Moura destacou a importância do incentivo à educação e da formação profissional, para que se tenha mais profissionais como os Paio e os Camata, comprometidos com o Estado.

À tarde, Confúcio Moura concedeu entrevista ao programa O Trabuco, da Rádio Ji-Paraná, sob o comando de Valdemar Camata, que elogiou o pré-candidato por ser “o candidato ficha limpa desta campanha eleitoral”.

Postado por: Assessoria

A tragédia italiana: eliminação na 1ª fase



Há quatro anos, as seleções da França e da Itália decidiam a Copa do Mundo da Alemanha. Nesta quinta-feira, uma está em Paris e a outra, humilhada, prestes a pegar o avião para Roma. Em um vexame histórico, a seleção italiana, atual campeã mundial e segunda maior vencedora de Copas da história, foi eliminada logo na primeira fase, resultado de uma derrota lastimável para a quase anônima Eslováquia, no estádio Ellis Park, em Johannesburgo, por 3 a 2.

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/copa-2010/

quarta-feira, 23 de junho de 2010

OLHE AÍ A TURMA DO BARULHO


Esta turma aí é misturada. Gente de Ouro Preto e Mirante da Serra, uma foto tirada dentro da Rádio Comunitária, com o vice-prefeito Pastor Jandir, Pedro Ivo, Francisco Silva, Edson Vicente, Vereador Alvino e outros amigos. Está todo mundo coçando as mãos para começar logo esta campanha deste ano.  Ninguém aguenta mais ser chamado de pré isto ou pré aqui, preá, pré-histórico e estas coisas de pré da vida.

Deixando de lado a brincadeira o assunto é sério. A Estrada de Mirante está péssima. Ficou muito tempo sem manutenção. Ela tem 9 anos. Acabou. Mas, Mirante está reagindo bem. Vitorino e Jandir cuidam da cidade, com certeza, farão excelente administração, tenho certeza.

Do outro lado ficou a minha palavra dita a todos os ouvites das duas rádios. Em entrevista que concedi, falando de mim mesmo, falando do que penso pra frente, não me peçam para brigar com ninguém, nem para xingar, pior ainda para dar murro na cara. Não. Não me peçam também para criticar adversário, não critico de jeito nenhum. Nem para atacar a família de qualquer um e nem honra de qualquer cidadão, muito menos os meus adversários.

Serei candidato na hora certa. Usarei a minha maior força e arte - a prudência.Falar a palavra bem falada e na hora certa. Nem mais e nem menos.

BELIZÁRIO COELHO O ANTICANDIDATO

Belizário Coelho com 90 anos de idade. Vive hoje com um filho, o Agnaldo em Mirante da Serra. Ele é pioneiro de Ouro Preto do Oeste. Foi candidado do MDB à Prefeito em 1982, foi o segundo colocado, homem íntegro, capixaba com vergonha na cara. Nunca mais se candidatou.

Naquele tempo que era um horror ser da oposição. Contra a poderosa Arena dos coronéis e generais, ele topou encarar os "home" e encarou de frente, mesmo ameaçado muitas vezes, nem ligava e tocava sua campanha de pé de ouvido. Foi levando a campanha do seu jeito manso de boa praça e quase matou do coração o Coronel Jorge Teixeira, que era Governador do Estado, nem queria ouvir falar nestes subversivos, comunistas que pertenciam ao MDB.

Belizário nem ligava. Tocava a campanha como se toca uma roça de café nos morros do Espírito Santo. Subindo e descendo. Rodiando a terra até fazer o serviço. Ele fez. E fez bem feito. Naquele tempo eu não conhecia Belizário pessoalmente, mas, logo que terminou a campanha mandei pra ele um telegrama parabenizando pela sua coragem e audácia de ser candidato. Que ele era um vencedor mesmo perdendo nas urnas, um vencedor por ter marcado posição tal qual fez Ulisses Guimarães, sendo anticandidato à Presidência da República, só para protestar. Para dizer que a democracia é ainda o melhor caminho.

Um abraço Belizário. você nem sabe como fiquei feliz ao vê-lo ainda forte.
 
 
 

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA




Tive com Deputada Marinha Raupp, Senador Valdir Raupp num encontro no CREA/RO na segunda-feira passada em Porto Velho. Composta a mesa, naturalmente, vieram os discursos, as pergunts e as respostas. Sabe como é engenheiro, pergunta muito, porque engenheiro, arquiteto, agrônomo e outros tantos tem a cabeça quente de tanta matemática e cálculo.

Mas, foi legal. Luiz Leite, arquiteta de escol e da velha guarda, vira um bicho quando se mexe em alguma coisa do patrimônio histórico de Porto Velho. Quando se derruba uma casa tombada. Ou se arranca um trilho da estrada de ferro. Quase morreu quando quiseram transferir as ossadas do Cemitério da Candelária. Ele diz que é a maior falta de respeito. Que são verdadeiros monstros quem tomam estas decisões malucas. Se fosse assim, qualquer doido iria ao Egito derrubar uma pirâmide. Puxa vida!

Foi assim que se transcorreu a reunião. Eu falei dos meus planos para o futuro. Falei da minha estreita relação que devo ter com a capital. Seja quem for o prefeito eu darei o mesmo tratamento, caso venha a ser eleito governador de Rondônia. Sou pré do pré. Mas quando puder falar de boca cheia falarei.

O CREA deixou as suas reivindicações. Querem mudar de prédio. O que tem está pequeno para tanta atividade.

CLUBE DOS DIRETORES LOJISTAS - JANTAR




Na segunda-feira passada a Presidenta do Clube dos Diretores Lojistas de Porto Velho Senhora Joanora, marcou no Aquarius Hotel um memorável jantar. Convidou cerca de 100 lojistas da cidade, para o evento. Sendo que o Senador Valdir Raupp, Marinha Raupp e eu tivemos na mesa de convidados.

Todos acompanhados dos seus familiares. Pedro Teixeira do Sebrae esteve junto. Leonardo do Simpi também. Houve discursos e ao final Joanora entregou uma carta dos pequenos e médios empresários reclamando do arrocho fiscal do Estado, da cobrança antecipada do ICMS em Vilhena. Segunda ela tem muita gente tirando dinheiro emprestado em Banco para pagar o imposto antes de vender a mercadoria.

No mais todo mundo saiu satisfeito. E juraram amores para todo o sempre. A política e o empresariado vivem entre tapas e beijos.
 

INCENTIVOS FISCAIS PARA MICRO EMPRESÁRIOS



As leis de incentivos que existem nos estados brasileiros geralmente privilegiam os grandes empresários.



Tive reunido ontem à tarde, em Porto Velho com alguns lotéricos e microempresários da capital. O grupo era pequeno, mesmo assim, fiz a soma dos empregos gerados por eles - cerca de 100. Quando se olha para a lei de incentivos que tem o Estado, grande maioria dos incentivados são grandes empresas de vários ramos. No entanto, os pequenos, micro e microempreendedores individuais não gozam do mesmo respeito de terem incentivos, como por exemplo, do Estado do Paraná.
O que posso me comprometer é de estudar o máximo o tema. Ele me atrai. Incentivos fiscais e crédito para pequenos faz uma enorme justiça social e econômica a um extraordinário número de trabalhadores e empreendedores rondonienses. É isto que desejo fazer. É isto tudo que desejo me dedicar e estudar.




CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA

Ontem à noite tive com odontólogos de Porto Velho, chapa que deverá ser empossada nos próximos dias no Conselho Regional de Odontologia. Uma roda de conversa bem lega, onde os dentistas reclamaram da ausência de dentistas nos órgãos diretivos da saúde estadual. Além da pequena política de saúde pública no setor da odontologia. Disse o Fernando, futuro presidente do CRO que o Estado deve incentivar uma política preventiva e promocional da saúde oral no Estado e a busca de melhores indicadores de saúde bucal. Além do mais ressaltou que Rondônia tem o maior número de dentistas especializados, proporcionalmente à população do Brasil inteiro.
A saúde oral deve estar nas escolas, até mesmo a odontologia especializadas, como a ortodontia e outras para que o povo seja servido com estes serviços. Além do mais deve-se incentivar e estimular o mais rapidamente possível a recuperação salarial dos dentistas em relação aos médicos. A desigualdade é muito gritante.

Se queres floresta em pé dês ao homem o incentivo compensador


Falo de Guajará Mirim, Itapuã, Pimenteiras e Cujubim  porque são os muncípios que tem as maiores reservas florstais em pé do Estado de Rondônia. No entanto vivem às turras com a falta de dinheiro e o povo necessitando dos serviços básicos, como saúde e educação. Nem falo de outras necessidades, como desenvolvimento econômico e social.

Justamente eles que tem tanta riqueza ambiental. De que vale a riqueza ambiental  e ter o homem pobreza, até mesmo miséria?

Nada.

No Amazonas há o grande exemplo. Floresta em pé e Estado rico. A Zona Franca de Manaus é um bom exemplo. Foi dado incentivo fiscal e levado pra lá alta tecnologia industrial. Veio o povo todo do Estado, de todos os cantos da imensidão verde para trabalhar nas indústrias incentivadas, enquanto a floresta ficou em pé.

É isto aí. Está faltando para estes municípios o incentivo fiscal compensador e as indústrias de alta tecnologia e/ou comércio forte também incentivado para que se possa manter as reservas florestais íntegras.  Só tem esta saída e nada mais. Se não deres o incentivo a floresta não resistirá o impacto devastador.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Sem surpresa: Uruguai e México nas oitavas


A bola estava cantada: Uruguai e México entraram em campo precisando apenas de um empate para garantir a passagem para as oitavas. Para um dos dois perder a vaga dependiam de uma goleada da África do Sul sobre a destruída França. A única coisa em jogo era tentar vencer para ter menos chances de pegar a Argentina – que deve ser a primeira no Grupo B. Agora, o Uruguai vai jogar contra Grécia ou Coreia do Sul, que lutam pelo segundo lugar do grupo B, decisão que sai ainda nesta terça à tarde.
Se o jogo não foi ruim, também não se pode dizer que tenha esbanjado emoções. Nenhuma das duas equipes chegou a colocar todas as suas energias para fazer o resultado – estavam praticamente classificados. Não era jogo de compadres, mas também pouco tinham a disputar. Mesmo com o resultado em favor dos uruguaios, as chances apareceram mais para os sul-americanos, principalmente numa bela cabeçada do ex-são-paulino Lugano, defendida por Perez.
 O resultado final apareceu ainda no primeiro tempo. Aos 43 minutos, Diego Forlán fez um cruzamento e Suarez – eleito pela Fifa o melhor em campo – cabeceou sem chances para o goleiro Muslera.
 Apesar da derrota, os mexicanos terminaram o jogo com 59% de posse de bola, mas não conseguiram criar chances de gol. O lance mais perigoso foi uma bola no travessão, ainda no primeiro tempo, de Guardado

TRICAMPEONATO DO BRASIL COMPLETA 40 ANOS!!!

Ontem, dia 21 de junho, o Brasil comemorou 40 anos de uma das maiores conquistas do futebol nacional!!!!


A Copa do Mundo de 1970, no México. Com uma equipe recheada de craques como Pelé, Rivelino, Jairzinho, Tostão e Carlos Alberto Torres, a seleção brasileira comandada por Zagallo mostrou um futebol ofensivo, de toque de bola apurado, e faturou o terceiro de seus cinco títulos mundiais.
Além do título, o Brasil teve em Jairzinho um dos destaques da Copa. O Furacão foi o único jogador a marcar em todas as partidas disputadas e acabou a competição com sete gols em seis jogos. A artilharia, no entanto, ficou com o alemão Gerd Muller, autor de dez tentos.
A seleção chegou ao México cercada de expectativa. Após ganhar as Copas de 1958 e 1962, o país decepcionou em 1966, quando foi eliminado ainda na primeira fase, e havia trocado de técnico pouco antes do Mundial - saiu João Saldanha para a entrada de Zagallo. Mesmo assim o time era considerado um dos favoritos ao título.

Fonte: Nivaldo Edson Viera

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Astronautas da ISS fotografam "aurora austral"


Fenômeno ocorre quando íons expelidos pelo Sol interagem com a Terra.
Imagem foi obtida por membros da Expedição 23 em 29 de maio.

(Foto: Nasa/Divulgação)

Membros da Expedição 23 da Estação Espacial Internacional (ISS) fotografaram um dos mais belos espetáculos de luz da Terra, a aurora polar. 
A interação entre o campo magnético do planeta e o fluxo de partículas carregadas eletricamente (íons) expelido pelo Sol são responsáveis pelo fenômeno conhecido como aurora polar. Como o da foto ocorreu no hemisfério sul, é chamado de 'aurora austral'. No momento da foto, em 29 de maio, a ISS estava sobre o Oceano Índico a 350 quilômetros de altura.

EDUCAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA

Pode parecer estranho e meio maluco, mas, a educação deve começar bem cedo. Começar no começo, como se diz. E no primeiro aninho de vida, quando a criança começa a se relacionar com o mundo adulto e aprender a falar, é nesta fase maravilhosa que se deve iniciar a educação.

Pra isto há necessidade de se corrigir no Brasil o imenso déficit de creches. Nas creches é que se deve iniciar a sociabilidade e as boas práticas educacionais. E pouco a pouco vai subindo, até a educação  infantil a partir dos quatro anos de idade. Quando o menino chegar ao primeiro ano, é lógico que estará muito bem iniciado, muitos alfabetizados e o rendimento escolar será maravilhoso.

Outro fator importantíssimo é a compatibilidade - idade e série. Não dá para se ter na mesma sala crianças com idades diferentes, porque as conversas, as brincadeiras, as relações ficam comprometidas e o aluno com idade distorcida em relação à série tem grande tendência a evadir-se da escola ou a continuar repetindo de ano.

O cérebro ainda em formação, poderá conceber com boa educação, uma nova forma de ver o mundo e entendê-lo, além de se oferecer o maior de todas as verdadeiras possibilidades de inclusão social - que é através da educação. A educação é a porta de todas as esperanças. E também a certeza de se ter maior qualidade de vida e subir alguns degraus na escola social e econômica.

DIVERSIDADE CULTURAL


Cultura não existe por si só. Nem tem uma definição exata do que seja e nem do que venha a ser. Pode ser toda forma de expressão humana, das mais variadas formas. Cada povo tem a sua cultura, que vem de longe, arrastando no tempo. Os índios tem a sua, os indianos as suas preferências e assim vai.

Cultura é tudo que vem de dentro, talvez como um talento próprio e intransferível, pode ser também ensinada, treinada, exercitada. A cultura e a língua de um povo são os seus maiores atributos, quem sabe a marca própria. A música, dança, literatura, artesanato, costumes, gastronomia, enfim, pode ser tudo aquilo capaz de encantar alguém ou de identificá-lo com sua própria existência.

Não dá para separar a cultura da educação. Embora, por aqui, no Brasil tudo é bem compartimentalizado. Cada coisa fica na sua gaveta própria. A cultura deve entrar na vida do aluno. Porque assim ele aprenderá feliz e comprometido.  Pior ainda é colocar a cultura como alguma coisa diferente para encher linguiça num extraturno de aulas.  Não cultura é a própria educação, não dá para separar.

Alguém terá de fazer isto. Mário de Andrade, grande escritor brasileiro deixou tudo escrito. Deixou a amor a brasilidade, às nossas tradições que são ricas, que deveriam ser privilegiadas ao invés de se ficar buscando culturas estrangeiras que nada tem a ver com o povo brasileiro.

domingo, 20 de junho de 2010

NÃO DÁ PARA JOGAR TUDO DA SAÚDE NO COLO DOS PREFEITOS



Este gradalhão aí é o Dr. N. Pandolfo. Pela vestimenta do maragato dá para se saber a origem. É Cone Sul, Vilhena.  Porque é isto mesmo, quando se chega na região, logo se estranha clima e geografia. A luta da transformação convulsiva da terra, em tempos imemoriais, o sobe e desce para descansar o olhar na suavidade do encontro dos estados de Rondônia e Mato Grosso.

O povo é diferente, se não cuidar, pode-se pensar que estamos no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande. Tudo é soja, pasto, barro vermelho que suja a roupa e o povo inteiro queimado de sol. E o Dr. Pandolfo está por ali cuidando do povo, o Chuí também, o Marquezini, o Walter e Élcio, parecem feitos de rochas quaternárias tal a resistência. E fincam as energias das veias e dos braços para o trabalho na saúde pública da região.

Não dá para deixar tudo para os Prefeitos. Até covardia do Estado ficar de longe ajudando a criticar a base federativa que é o município. Que sacanagem!  O Governo obrigatoriamente deve ser parceiro dos municipios e ajudar de perto a humanizar, administrar, pagar parte das despesas com especialistas e custeio dos serviços de saúde.

sábado, 19 de junho de 2010

VISITEI O MELKI DONADON EM VILHENA


Hoje, 13 h com o Senador Raupp e Deputado Natan visitamos o ex-Prefeito de Vilhena Melki Donadon. Que é candidato a Governador do Estado pelo PHS/PMN.  Nada de espetacular na conversa. Apenas, deixar as portas abertas até o dia da convenção, que será no dia 27 próximo para fazermos composições e alianças.

É sempre bom estar junto dos amigos. Ainda do Melki que até outubro do ano passado estava no PMDB. Caso analise a configuração politica atual dá para se juntar as forças para compor uma forte aliança para vencer as eleições deste ano. Bem sabido e conversado, a partir dos registros das candidaturas pela Justiça Eleitoral.

A MINHA COR É AMARELA


Sempre usei em todas as minhas campanhas a cor amarela, com azul. Sei lá se teve inspiração na Bandeira do Brasil ou nas cores da camisa da seleção brasileira de futebol. Só sei que sempre usei o amarelo e o azul

Vou continuar com estas cores. Elas me tocam fundo do coração. E enchem os meus olhos de alegria. Tem um cheiro espetacular de jasmim e da vitória. Eu gosto do amarelo e do azul.  Por falar em seleção brasileira amanhã dará 3 x 1 Brasil contra a Costa do Marfim.

Está bom assim?

ENCONTRO DE VILHENA


Foi bom ver Angelim. Melhor ainda ouvi-lo. Ex-Govenador de Rondônia, administrou a transição entre o Governo nomeado e o Governo eleito. Desempenhou a função com grandeza e ética.  Hoje cedo em Vilhena ele participou do ultimo encontro partidário do PMDB e PCdoB. Ele usou a palavra do alto de sua dignidade e falou sobre os seus amigos de partido. Fico agradecido pela parte que me tocou.

Um partido é formado por homens que tem pensamentos sintonizados com um programa. Um estatuto. Um objetivo. Nunca há unidade. Mas, na diversidade pode se viver em harmonia e governar na divergencia de idéias. Buscando a cada tempo o consenso.

Agora é esperar a convenção. Fazer uma bonita festa. Trabalhar a campanha depois. Por o pensamento na rua. A proposta. A campanha não será só de 90 dias. A minha começou desde o dia que pus os pés em Rondônia. A minha campanha é a minha própria vida. Agora, é só me apresentar ao povo. E dizer por que vim ao campo livre para me expor publicamente.

ALIANÇAS: AGORA OU NUNCA



É dura esta fase da concretagem. Concretar laje não é fácil. Entra na noite e sem hora. E assim também é a fase das alianças politicas. Muito duro. Muita conversa. Muito jogo na mesa. Muita estica e encolhe.Vá ter paciência de Jó assim no raio que o parta.

Toda campanha é a mesma agonia. Com quem que eu vou? E tudo isto por causa do grande número de partidos, mesmo aqueles pequenos, é neste momento que tudo fica aberto para as negociações. Até quando dileto amigo Congresso Nacional, você criará vergonha na cara para reduzir o número de partidos políticos no Brasil, para que tudo se ajuste em sete ou oito?

Será necessário que a iniciativa popular venha com seus calhamaços de dores e agonias para forçar a barra de fora para dentro, para que estas benditas e desejadas reformas políticas, trabalhistas, tributárias e previdenciárias saiam dos fundos das gavetas para honra e glória deste país varonil?

Mas, estamos na fase final de concretização - segunda-feira, 10h no Aquarius Hotel em Porto Velho vamos anunciar mais dois grandes e maravilhosos companheiros para estas eleições. Até o final da semana que vem, creio que teremos mais novidades. Aguardem.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O QUE SE PODE FAZER PARA TRATAR OS DEPENDENTES QUÍMICOS?



E o almoço foi rolando demoradamente. Muita  conversa. Comida esfriando o prato. Rose ouvindo, Eliete também, e vai e vem sobre direitos dos jovens dependentes químicos em Rondônia. As famílias estão perdidas. Sem saber por onde começar.

Rose falava que tudo está falido. Estado e Municípios. Que cada um que se vire como bem quiser e puder. Que não se pode tampar o sol com a peneira, que o Estado e Municípios devem oferecer clínicas de recuperação para os dependentes químicos. Gratuitamente. De boa qualidade. Tem que ser assim.

O que mais se vê por aí é o sufoco danado das Igrejas - tanto católicos como também evangélicos, estes mais ainda. A cuidarem dos nossos viciados em drogas. Cada qual improvisando do seu próprio jeito, maioria, sem nenhum apoio de governo e nem de prefeito. Isto é demais. E é tudo que temos.

A minha sugestão é que sejam construídas duas clinicas em Porto Velho - para homens e mulheres. Separadas e distintas. Uma em Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena. E assim podem se ampliar para outras prefeituras com parcerias. e o indispensável apoio do Estado às igrejas que militam nesta tarefa árdua.