Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

sábado, 31 de julho de 2010

E RONDÔNIA DEPOIS DAS USINAS – PLANEJAMENTO IMEDIATO OU CAOS (Parte I)

Não tenho medo do caos. Porque ele não chegará aqui.  Rondônia tem musculatura para  para garantir o seu próprio equilíbrio. No entanto, isto não pode surgir depois da crise instalada. Tanto a Prefeitura de Porto Velho, como o Governo do Estado devem juntos  colocarem em ação um planejamento garantir de um cenário de equilíbrio.



REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA



 Rondônia tem terra demais sem documentos. Sem documentos não pode escriturar e nem registrar. Não pode receber crédito. Fica com a terra na base  do braço, rocinha, pezinho de limão, cupuaçuzeiro esparso pelo terreiro,  galinhas soltas, vaquinha berrando bem longe. E fica nisto. Uma agricultura de sobrevivência insustentável.
O documento é a base e o fundamento de tudo. Trabalhar para acertar este passivo. Organizar o Estado para esta tarefa. Brigar com o Governo Federal, no bom sentido, para que seja delegado esta competência para o Governo fazer o serviço.  É isto que vou fazer;


MEI – MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL  


ir atrás deste povo. Tem demais. E todos se viram como podem nas ruas. Fazendo bicos para sobriverem.  No fundo todos querem a paz de um emprego formal e um negócio bem arrumado. É o sonho de todos. Para isto seria necessária a aplicação da TEORIA DA ORGANIZAÇÃO. Ninguém vai pra frente sem organização.  E mais tarde o  crédito solidário e depois é correr para o abraço.  A periferia está cheia de gente empreendedora que só precisa de uma oportunidade.


MICRO E PEQUENAS EMPRESAS



Implantar política mais forte ainda do que o SIMPLES NACIONAL.  Buscar experiências bem sucedidas Brasil afora, juntar ao Sindicato das Micro e Pequenas empresas, Sebrae nelas de corpo e alma.  Dando chance este publico se agiganta e com certeza os empregos e os trabalhos virão naturalmente. 


PIMENTA É PIMENTA


Havia marcado esta reunião mais de duas vezes. Até que enfim deu certo.  Com a Associação Comercial de Pimental Bueno no dia 29 à noite, porque falar e ouvir o pessoal da cidade é sempre um motivo de imensa satisfação. Porque Pimenta Bueno tem provocada Rondônia de todo jeito. Enquanto Rondônia segue por um caminho, Pimenta  segue por outro.

Só tem uma coisa, Pimenta tem acertado. E tudo por lá é especial e diferente. A cidade do vestuário que a cada  dia aumenta mais empresas no ramo, está se especializando, de modo certo, com o SEBRAE por perto, pegando na mão e o pessoal seguindo. Hoje em dia o trabalho das empresas de confecções invade o Brasil inteiro.

Parece um milagre, a argila é especial, de qualidade fina para tijolos e telhas, vende para toda Rondônia, tem fila de entrega, todas as empresas estão com a carga máxima de trabalho. É uma benção tudo isto, a dádiva natural da riqueza, muito bem aproveitada, a riqueza natural se transformando em prosperidade para todos. Não fica só na argila, tem também o CALCÁRIO. Única mina do Estado e atende a todos nós rondonienses.

Pimenta Bueno é atrevida e seu empresariado não tem medo de desafio e nem de cara feia - tem a maior empresa de cobrança de Rondônia, maior empresa de peças e bicletas da Amazônia, produz melancia o ano inteiro, grandes frigoríficos. É isto aí, quem não conhece Pimenta Bueno é bom ir lá para ser abençoado e receber um arzinho especial da prosperidade.

Obrigado a todos empresários da cidade pelo convite para que pudesse expor os meus pontos de vista a todos sobre Rondônia e o seu progresso e o seu futuro.

ONDE TIVER GENTE EU ESTOU LÁ


No intervalo do almoço  falo para trabalhadores de uma cerâmica em Cacoal  no dia 29 de julho passado. "quero cuidar dos seus filhos" foi a mensagem que passei pra eles.  A expressão é forte e o compromisso enorme. Um desafio pra mim no Governo, mas, governo é justamente para desafios inesperados, para provocá-lo de frente, para se alcançar um novo modelo de relacionamento entre Governo e sociedade.

"Quero cuidar dos seus filhos" no sentido de oferecer para eles melhores oportunidades do que tem hoje. Porque na Declaração Universal dos Direitos do Homem diz que todos nascem igual em direitos e oportunidades. Só tem que até agora, depois de 60 anos nada disto aconteceu.  As pessoas continuam a nascer sem chances iguais de prosperidade e oportunidades.

E tudo isto só pode acontecer se o governo oferecer aos filhos do trabalhadores boas escolas e chances melhores a partir dela de inclusão social e econômica verdadeiras. Só a boa escola salva o Brasil.  Só na boa escola eu acredito e preferencialmente com a educação integral e se não for possível no curto prazo, que se introduza um choque de gestão nas escolas rondonienses com metas claras anuais e perseguir as metas custe o que custar.

POLÍTICA ESTADUAL PARA OS IDOSOS (Parte II)


Dona Irma Rigolon está firme e vaidosa com seus noventa anos. Numa boa. Mexe na casa inteira, até na cozinha, controla as contas. Uma das fundadoras da cidade.  Eu sempre me dei  bem com ela. A saúde do idoso deve ser a preocupação de qualquer governante. Aumenta a sua população, a vida média aumentou, então o Governo deve montar serviços para atendimentos médicos diferenciados para todos eles. Do outro lado até mesmo enviando pelo correio os seus medicamentos e usos continuados. Cuidar do idoso em casa é bem econômico. A saúde do idoso deve ser separada a população geral e o médico geriatra deve fazer parte da equipe. Só tem uma coisa – geriatria é ainda uma raridade.







Pedrinho meu velho amigo de Guerra.  Também pioneiro, abriu fazenda, comprou gado, movimento financiamento. Me lembro muito dele plantando cacau.  Está  aí firme que nem um pé de aroeira este velho guerreiro.  No entanto, pela idade, visão mais curta e audição muitas vezes prejudicada, além das limitações da marcha, que não é o caso do Pedrinho, a cidade deve se preocupar com um tema fundamental e indispensável – construção de calçadas planas e com acessibilidade para os que usam muletas, cadeiras de rodas e outras limitações.  A PALAVRA DE ORDEM É ACESSIBILIDADE.







Olha aí a turminha da terceira idade.  Pelo que vêem  estão todas nos trinques, vaidade, roupa bonita, cabelos pintados, hidratantes e cremes. O que é que você está pensando, meu amigo, o idoso adora estar bem arrumado. Quer  ver uma pessoa desta ficar toda atrapalhada é você chegar cedo na casa dela, sem tempo para que se arrumem direitinho. A vaidade, a estética, a elegância, as roupas, enfim, tudo que possa causar boa impressão. A idade não mata o desejo de ser bonito. E as idosas de Ariquemes topam até desfiles de modas e passarelas. A fundamental que a felicidade, o bem estar do idoso esteja nas preocupações dos futuros administradores públicos.


sexta-feira, 30 de julho de 2010

NÃO DÁ PARA DISCUTIR A FÉ DE NINGUÉM


Eu sinto que a fé é algo extraordinário que movimenta o sentido da própria vida.  Não dá para discutir a fé.  Nem julgá-la se é certo ou errado. Sei que ela é forte, uma força que movimenta a conduta e a convicção de cada um. 
Todo homem crê em algo. Mesmo que seja ateu. Ele deve acreditar na ciência ou no universo, na sua grandeza, pode acreditar no que vê exclusivamente, a luz, a lua, a criança, o sorriso, a beleza de uma flor. Mas, mesmo o ateu acredita no universo e sua diversidade. Pois bem, ele também está acreditando em Deus. Porque Deus está em tudo.
A força da fé é indiscutível. Se o católico crê na hóstia consagrada, que o corpo de Cristo está ali simbolicamente, nada deve demovê-lo da sua crença. Se o evangélico não crê na importância simbólica das imagens, tudo bem, ele terá outra alternativa mais convincente para acreditar. E assim é o homem, o mundo e sua religiosidade.



INCLUSÃO PELO CRÉDITO


Tem muita gente no Brasil que não tem conta em banco. Não tem conta em banco porque não tem dinheiro. Para abrir conta necessita de ter muitos requisitos, como carteira assinada, bens, negócios. Mas, os pobres brasileiros não tem condições de atender a segurança e a garantia dos bancos, para que possam abrir contas e ao mesmo terem condições de obterem créditos para seus pequenos negócios.

Várias iniciativas já foram feitas no Brasil, mas, todas elas muito burocratizadas, tímidas  e excludentes a grande parte do povo brasileiro. E creio pelos meus parafusos, que cerca de 30 a 40 milhões de brasileiros movimentam dinheiro, de todas as formas, no subemprego, na economia informal, marretando na rua, sobrevivendo como podem, para estes brasileiros, está mais do que claro que são,  por natureza, individuos altamente empreendedores, somente, pela capacidade de existirem com as proprias unhas e criatividade incríveis.

Para este mundão de sobreviventes nada mais oportuno no Brasil do que se oferecer condições para que sejam incluídos ao admirável mundo dos bancos, dos cheques especiais, dos cartões de crédito e muito mais ainda, do bendito crédito. O crédito como condição inadiável de progresso, de aumento do consumo, da capacidade empreendedora de subir na vida com seus negócios, que são pequenos, mas, são importantes na economia brasileira.

Por isso o MICROCRÉDITO  é bendito e bem-vindo. E urge sair deste marasmo de dúvida. Este marasco de desconfiança, porque está provado que o pobre paga conta. O pobre tem vergonha na cara. Quem não paga conta é rico, ou só paga na justiça protelando, principalmente, os polpudos financiamentos incentivados, mesmo assim, sempre ficam esperando por anistias e reduções de juros e uma séria de vantagem. Somente esta "sobra" dos juros e dividendos não pagos seriam suficientes para financiamento de milhões de brasileiros, principalmente mulheres, que estão aí de casa cheia de meninos, sem maridos e fazendo a maior ginástica do mundo para dar condições de sobrevivência da filharada.

Está na hora de se acabar com a hipocrisia brasileira. E o governo abrir as portas dos seus bancos oficiais para todos. Até mesmo do bendito BNDES que financia tudo menos a inclusão do povo brasileiro e outro bendito Banco da Amazônia, com o seu Amazônia Florescer que não passa de uma  encenação de boa vontade e que não funciona absolutamente nada. A não ser algumas instituições do Estado do Pará.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

OLHO MAIOR DO QUE A BARRIGA


O nosso problema é o olho grande. O pecado da gula. Gulo em todo sentido, até mesmo, a mania de querer mais do que se pode. Vejo tudo isto também na agricultura familiar. O produtor quando pega um lote quer logo plantar trinta mil pés de cafés. Só ele, mulher e filho. Imposssível. Aí sai na rua arrotando vantagem. Dizendo que tem trinta mil pés de cafés. Puxa vida. É impossível pouca gente plantar e cuidar bem de um cafezal deste tamanho.

Não seria mais razoável plantar três mil pés. Na forma da boa técnica. Com irrigação, adubação, tratos culturais, colheita seletiva dos grãos maduros, isto é, namorar com cada pé de café. Namorar mesmo. Porque uma lavoura perene como cacau, café, frutiferas, cada arvore é um filho. E tem-se que cuidar de cada uma delas como se fosse um filho ou noiva ou namorada ou melhor de todo coração.

Uma planta bem cuidada produz por dez outras plantadas e deixadas na "quiçaça" e daí a pouco não se dá conta de cuidar direito e lá vem o fogo e vap. Acaba com tudo. Mais tarde o que era para ser perene se transforma numa baita capoeira. E mais tarde um "pastinho" chocho.  Gente do céu, chegou a hora de deixar de ser "olho grande". Cuide bem do que se planta. Com toda orientação técnica da EMBRAPA, EMATER e de quem possa ajudar.  Tá legal?

POLÍTICA ESTADUAL PARA OS IDOSOS (Parte I)


Aí no centro está Dona Maria Fernandes, a matriarca de uma das maiores famílias da cidade. Sempre fez caminhada, sozinha, enquanto fazia Cooper rezava o terço. Está com mais de oitenta anos, todo este pessoal aí descende dela. Uma filha e muitas netas. A promoção da saúde do idoso é indispensável, a prática de exercícios físicos acompanhados, o fortalecimento da massa muscular, enfim, a caminhada, a fisioterapia ajuda também na felicidade.


Eu na foto com mais um amigo, sob a sombra da árvore da Avenida Tabapuã está com sua família assistindo a cavalgada da APA. Tudo é festa. Falando em festa o idoso necessita sair de casa. Encontrar-se com outros da sua idade, fazer viagens de confraternizações, jantares, festas dançantes, eventos pela cidade. O idoso necessita de exercitar o corpo e a mente. Boa coisa é a computação para que ele possa forçar o cérebro para aprender alguma coisa e com isto esteja dentro do mundo da tecnologia moderna.



Você sabe como é que é, sou da idade da minha amiga, conheci-a muito no consultório e conversávamos demais. Tempo de consulta sem limite. Isto é bom. Dar ouvido ao idoso, deixá-la contar histórias, dizer dos seus relacionamentos, do seu passado e do presente. A conversa que mais merece atenção é sobre a aposentadoria. Isto é fundamental. Tem muita gente pobre e idosa que não consegue juntar documentos para se aposentar. Até mesmo aqueles que merecem o auxilio assistencial. Assim é a vida e em cada momento o ser humano tem o seu interesse.



É uma família que mora no Setor 3 de Ariquemes, sol quente, pegando fogo e eles nas sombras das árvores. Assim se vê a importância da boa arborização da cidade. Quatro idosos na foto, conheço a todos. É briga na certa se chamá-los de velhos. Porque aí todo mundo ainda pega duro no batente. A Júlia dá aula e cuida de programas educacionais na prefeitura. A importância da família para o idoso, filhos e netos por perto, esta mistura de gerações estabelece muito respeito e equilíbrio entre todos. Os avós passando a experiência e dando carinho acima da média para os netos e filhos. Tudo isto é emocionalmente maravilhoso para todos.


quarta-feira, 28 de julho de 2010

APOIOS IMPORTANTÍSSIMOS


Vejo com alegria a minha campanha crescendo em Porto Velho. As adesões surgem a cada dia. E cada vez melhores e mais representativas.  Na foto estão os vereadores Cláudio da Padaria e Elis Regina (PCdoB), que vieram falar comigo que estão na campanha. E que farão o possível para que os seus redutos eleitorais na capital estejam também comigo.  Ele é líder do Bairro São Sebastião e ela sempre foi líder sindical para os servidores públicos municipais.


Kupê é jornalista bem conhecido. Estou aí na foto com ele e mais dois candidatos a deputados estaduais da capital, conversando com funcionários do DETRAN, pra mim foi muito, ter mais uma categoria unida para contribuir com minha campanha.  E a coisa está crescendo. Eu mesmo estou ficando meio assustado, um susto bom, que é de estar recebendo diariamente apoios de lideranças consagradas.

Enquanto isto, daqui a pouco desço para Cacaulandia, Colina Verde, Governador Jorge Teixeira e Jaru. E assim é a lida de uma campanha. Tiro força e energia de todas minhas céluals e vou em frente porque o caminho é longo e tenho que deixar a minha correr  pelos rios, pelo ar e pelos corações das pessoas.

(Confúcio)

terça-feira, 27 de julho de 2010

Já visitou nosso álbum hoje?


O peso da responsabilidade‏

Confúcio,
Ao retornarmos de Chupinguaia, paramos naquele ponto de ônibus do trevo com a BR 364 e nos encontramos com o Carlito, Vereador de Chupinguaia. Se não me engano é do PSC. Como não poderia ser diferente, o rumo de nossa prosa foi a sua candidatura. A certa altura, ele comentou sobre a possibilidade de uma eventual cassação do mandato dele por infidelidade partidária, por lhe apoiar, vez que o PSC não está na sua coligação. Aí, então, ele soltou um cruzado de direita: "Se eu perder o mandato, só eu estou perdendo, mas estou ajudando Rondônia a ganhar. O que importa é Rondônia ganhar."
Meu amigo, que declaração de civismo e de amor a uma causa! Um simples Vereador de Chupinguaia, morador de um Distrito, dá uma lição de despreendimento absolutamente incomum. Nada de visão paroquial ou de interesse pessoal, mas, sim, do bem comum de toda uma população. Ali, naquele momento, percebi que não podemos, sequer, imaginar em perder esta eleição. Transcende a todos objetivos a convicção de um cidadão sobre a sua importância nos destinos do Estado. Torço para que suas hostes sejam contempladas com mais Carlitos, pois é o tipo de homem e de liderança que precisamos agora e depois.
Abraços
Martins

MISSA A SÃO CRISTOVÃO EM ALTO PARAÍSO



Quando Salete Neuma Quinaia puxou o cântico, com sua voz mavilhosa que encheu a igreja inteira. Eu me estremeci de emoção. Ela não sentia que cantava.  Só contava e a igreja respondia também em voz sincronizada como se tivesse um ensaio de anos a fio. Logo me encantei com tudo. Uma verdadeira orquestra gregoriana.
Padre Lielson conduziu a missa com sabedoria. A homilia falou sobre a justiça como a base de tudo na sociedade, o homem que cumpre o seu dever, que trabalha, que honra o que promete, é um ser humano justo.  Procurai e encontrarei, batei à porta e vos será aberta.  A justiça é essencial a vida como o pão e a água.
Depois veio a procissão pelas ruas de Alto Paraíso em homenagem a São Cristovão. O povo de cada comunidade trouxe o seu padroeiro que seguiu em jericos, carroças e carros pela cidade inteira. Ninguém pode duvidar da fé e nem interferir nela, porque a religião é boa e necessária para segurar o povo unido dentro de princípios e virtudes.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

JUVENTUDE E AS EPIDEMIAS

Os jovens podem ser preparados com cursos técnicos para enfrentamento de epidemias como dengue, malária e outras tantas mazelas que existem. Como também para os desastres da própria natureza, como as enchentes, deslizamentos de terras, rompimento de barragens, tempestades, as ventanias e todas aquelas que produzam danos ao patrimônio das pessoas ou riscos de vidas.

Estes especialistas deveriam trabalhar com projetos de prevenções, com planos de contingência e com situações de emergência, sujeitas a serem simuladas e enfrentadas. Também no efetivo controle de doenças transmissíveis e surtos epidêmicos como a dengue que se repete no Estado com grande freqüência. Eles seriam técnicos efetivos, permanentes, planejadores de ações concretas contra os mosquitos transmissores

domingo, 25 de julho de 2010

GUAJARÁ-MIRIM - UM FRIO DO CACETE


Veio a onda de frio. Saí de casa, tudo bem, nem imaginava o que poderia vir à frente. Encarei tudo dentro do pensamento puramente tropical. Veio, sei lá de onde, uma onda de frio, talvez da antártida, alguma gelereira que se espatificou e veio pra cá me atormentar.

Não levei blusa na viagem à Guajará-Mirim.  Treimi o queixo, o lobo da orelha, a ponta do nariz adormeceu, as mãos doeram, meti-as nos bolsos, foi pouco, esfreguei-as uma nas outras. Ainda bem que o Amir, homem da fronteira do Sul tinha uma blusa de reserva e meu deu.  Gracias.

Algumas reuniões pequenas, todo mundo agarrado no edredon em casa. A cidade vazia. Fiquei pensando em Guajará-Mirim, será assim mesmo, pouca gente na rua, lojas vazias e o povo amontoado no porto para a travessia para o outro lado boliviano. Não!

Guajará Mirim necessita urgente de um programa especial de Governo. Sei que não tem programa milagroso sem o povo se envolver. Eu sou candidato e não posso ficar por aí prometendo mundos e fundos, mas, Guajará necessita de uma nova ordem econômica, que nem posso me atrever aqui a dizer qual será, mas, toda aquela assumida pelo seu povo e que veja no desenvolvimento local com a grande base de tudo.

Veja a teoria da organização da cidade, todo mundo configurando um novo momento da sua história. Nem pense no passado como base exclusiva, a não ser o extrativismo moderno, verde, integrador, que sirva de base para um argumento de entrada para talvez buscarmos incentivos fiscais comprovados para a Area de Livre Comércio.

Temos que sentar com a Suframa levando nas mãos um projeto local. Bem detatido e iniciado com um nova onde gigante nascida da própria cidade. Não adianta culpa os prefeitos, o de agora e do passado. Todos devem assumir o cabresto de Guajará-Mirim. Eu entro nesta. Boa sorte a todos nós.

JUVENTUDE DA PAZ

A violência existe. É também uma epidemia brasileira. Uma guerra civil silenciosa. A juventude morre diariamente, quedam corpos sadios, musculosos, monumentais. Por nada. A escola da paz – o combate a violência deve ser na escola. Cabe aqui uma nova profissão em nível médio – técnico da paz. Ele faria o trabalho interno nas escolas, monitorando os conflitos, vigiando a hora do recreio. Criando alternativas sadias para as crianças. Montando nas escolas ambientes de seriedade e ética, a convivência pacífica, a musica como elemento de união, o esporte com atividade necessária.

O técnico da paz seria também um professor de prevenção ao uso de drogas. Elemento indispensável para implantação dos conselhos disciplinares nas escolas, ministrador de aulas do PROERD – para educar alunos e pais sobre os riscos das drogas e suas conseqüências.

Estou aqui, nesta série de artigos sobre a juventude e as profissões, mostrando além de muitas que existem, outras tantas que podem ser criadas para os jovens brasileiros rondonienses.

QUANTO VALE UM AMIGO?


Estou cercado por amigos em Buritis. Não é para qualquer um.  Ivan, Cordeiro, Rony Irmãozinho. Conersei com o pessoal do Ivan, porque amigo é assim mesmo, está junto e perto, mais na hora da necessidade, na hora do sufoco da campanha, estão eles, em pé e a disposição para somar esforços, para que o objetivo nosso, nosso mesmo, possa ser o vitorioso nas eleições deste ano.

Nunca achei  campanha como festança. Pra mim é um momento cívico de extraordinário valor, porque é nesta ocasião que o candidato mede o tamanho da sua amizade, ao tempo que se faz um balanço da vida inteira.  Não tenho porque reclamar. Tenho amigos verdadeiros no Estado inteiro.

Veja bem o exemplo de Buritis, as grandes lideranças que estão ao meu lado - Cordeiro e Rony Irmãozinho e Penha foram candidatos a Prefeito na última eleição, assim como também o Roberto. E agora, todos estão defendendo a minha chapa para Governador do Estado. Também o primeiro prefeito da cidade, o Adair. Está bom demais. Vamos deixar o barco andar, com o vento a favor e no sentido da correnteza. Assim tudo será mais fácil e melhor.

UMA REUNIÃO NA SOMBRA DA MANGUEIRA


Debaixo de frondosa mangueira, no dia 24 passado fizemos bela reunião, na cidade de Ouro Preto. O tema principal da conversa bem informal foi  sobre o tema - UMA OPORTUNIDADE PARA TODOS.  Quando falo em oportunidade para todos significa, pleno emprego, educação de qualidade e melhoria da produção agricola.


Os trabalhadores havia almoçado poucos minutos antes. A sombra da mangueira seria justamente para uma sesta, ou um bate-papo, contar histórias e lorotas, para sorrirem bastante, para aguentarem o segundo turno do trabalho.

O poder público estadual em harmonia com os municípios podem desenvolver projetos visando ao aumento de produção agrícola e aumento do plantio diversificado, como por exemplo, o café e o cacau. Duas lavouras perenes que com tratos culturais e manejo da roça poderem-se  plantar as terras com outras lavouras. O pasto deve ser considerado lavoura. E o lote unidade produtiva.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

MÉDICI - BREVE INDÚSTRIA DE PRODUÇÃO DE HEPARINA


Ano que vem entra em funcionamento uma nova indústria em Rondônia. As obras estão em construção no Município de Presidente Médici.  Até parece um sonho, porque em Rondônia tudo é assim mesmo. Quando menos se espera surge coisa nova que nos surpreende.

A indústria é uma base brasileira para produção de HEPARINA (anticoagulante) importante na medicina. De trinta mil quilos de buchada de boi dá para produzir cinco quilos de heparina. Ela é extraída da mucosa das tripas.  Você sabia disto?

Além do mais toda a produção irá para a China. Esta China está enlouquecendo o mundo. A China compra tudo, até parece que a China é o próprio mundo.  Certo é que Rondônia ganhará com a indústria e a China ganhará com Rondônia. Tudo é bom. E tudo se completa.  Mesmo assim a vida é linda e o homem vai tiranda da própria natureza  os substratos para o seu próprio bem.

Enquanto tudo acontece eu sigo em campanha. Para receber toda esta grandeza do Estado,de suas vontades íntimas que desafiam o pensamento do pioneiro e nos faz refletir sobre os desafios do nosso futuro. Eu gosto do desafio e é por isto que sou candidato a Governador.


FORA DO AR


Vocês sentiram falta, não sentiram?

Porque eu senti. Há mais de ano que diariamente postava noticias e comentários. De repente, por motivos eleitorais tivemos de sumir do mapa. Breve o portal/blog ficará com uma cara nova. Mais funcional para que vocês possam me encontrar em todos os pontos do Estado. Estou numa correria danada. Minha mulher, nem ela sabe dar informações sobre o seu dileto marido. Nem eu mesmo posso dizer onde estarei à tarde. Porque o movimento é uniformemente acelerado. E a velocidade até parece com a Fórmula I. Já pensou, caramba, eu dirigindo esta Ferrari amarela com o pé fundo no acelerador.

Pois é, agora estou em Buritis, fico por aqui hoje, cumprindo agenda.Ontem, firmei o meu primeiro compromisso com a cidade. Porque Buritis precisa de muito e de tudo. Os Prefeitos tem feito o impossível para segurar os rumos da cidade, mas, todo esforço é tão pequeno diante da realidade palpitante da cidade. Buritis precisa de Governador amigo e cooperativo com a cidade. Porque ela, por sí só, já é imenso desafio.

Certos adoçantes artificiais podem aumentar o nível de açúcar no sangue

Parece ser senso comum que os alimentos com rótulo “sem açúcar” não teriam nenhum efeito sobre os níveis de açúcar no sangue. Mas isso nem sempre é verdade.

A maioria dos adoçantes artificiais – sacarina, aspartame e sucralose, por exemplo – oferece a doçura do açúcar, mas sem as calorias. Eles não contêm carboidratos e, portanto, não produzem nenhum efeito sobre o nível de açúcar no sangue. No entanto, esses adoçantes às vezes estão presentes em produtos “sem açúcar” como outro substituto de açúcar, os álcoois.

Os álcoois de açúcar recebem este nome de sua estrutura, que se parecem com um cruzamento entre uma molécula de álcool e açúcar, mas tecnicamente não são nenhum dois. Empresas acrescentam esses álcoois a cada vez mais produtos “sem açúcar”, como biscoitos, chicletes, balas e chocolate.

Para quem está tentando controlar o nível de açúcar no sangue, isso pode ser tornar a interpretação dos rótulos uma tarefa difícil. Embora os álcoois de açúcar forneçam menos calorias do que o açúcar comum – em geral cerca de 1,5 a 3 calorias por grama, em comparação a 4 calorias por grama de açúcar – eles ainda podem aumentar levemente o nível de açúcar no sangue.

De acordo com autoridades de saúde, uma forma de contabilizá-los é contar metade dos gramas de álcoois de açúcar num produto como carboidratos, já que aproximadamente metade do conteúdo de álcool de açúcar é de fato digerido.

Você pode identificar álcoois de açúcar numa lista de ingredientes buscando palavras que terminam em “ol”, como sorbitol, maltitol e xilitol. Em alimentos com rótulos de “sem açúcar” ou “sem adição de açúcar”, a quantidade exata de álcool de açúcar deve ser listada separadamente nas informações nutricionais.

Assim, o conselho dos especialistas é ler bem o rótulo.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2010/07/21/certos-adocantes-artificiais-podem-aumentar-o-nivel-de-acucar-no-sangue.jhtm

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Confúcio diz que coalizão verdadeira é única forma de mudar governo em RO


O titular da candidatura ao governo da coligação “Aliança por uma Rondônia melhor para todos” (PMDB, PDT, PCdoB, DEM e PRTB) Confúcio Moura disse, no começo da tarde desta terça-feira (20), em Porto Velho, numa reunião com a equipe do pretendente ao cargo de deputado federal Celso Gomes (PDT), acreditar que “somente com um governo de coalizão verdadeiramente democrático e participativo será possível, no Estado, a mudança para o novo modelo de desenvolvimento sustentável, integrado e respeitoso, que consiga realizar com sucesso uma administração voltada para temas amplos e socialmente importantes”.


O encontro com a equipe de Celso Gomes foi o oitavo de uma série de 12 eventos da agenda de Confúcio Moura desta terça-feira e o derradeiro do dia em companhia do senador Valdir Raupp – que teve de embarcar para Alto Paraíso ao final da reunião para atender compromisso da campanha. Ao se despedir, Raupp animou os pedetistas citando o exemplo do próprio Confúcio, que se elegeu três vezes deputado federal nunca com recursos abundantes, mas amparando seus projetos sempre em trabalho de equipe.

Ao discursar na ocasião, Confúcio Moura relatou a visita que, horas antes, fizera com o senador Valdir Raupp às instalações da Secretaria de Estado da Administração (Sead), destacando que a grande receptividade lá observada é bem um sinal do elevado anseio de mudança que existe entre os servidores públicos em geral. “A nossa presença lá não estava prevista, aparecemos lá sem avisar apenas para cumprimentar as pessoas. Mas os servidores quase não nos deixam sair a tempo para chegar a esse encontro, tal a ansiedade em saber das nossas propostas”, disse.



CAFÉ DA MANHÃ



O roteiro de visitas de Confúcio Moura e Valdir Raupp começou às 1h15, na Loja do Baú da 7 de Setembro, onde foi servido um café da manhã. Em seguida, os candidatos se reuniram, das 8h às 9h, com empresários da Zona Leste, no “Shopping Leste” da Rua José Amador dos Reis. Depois, seguiu-se uma visita a alguns empresários e um encontro com o presidente da Central Única dos Movimentos Sociais de Rondônia, Ismael Soares. A agenda da parte da manhã foi completada com uma reunião entre os candidatos majoritários da “Aliança” e a equipe do candidato a deputado estadual pelo PMDB Rômulo Costa.



À tarde, após o encontro com o pedetista Celso Gomes, Confúcio participou de uma reunião com a equipe do candidato a deputado estadual “Professor Edileno”, do PCdoB, na Rua Centauro (bairro Ulisses Guimarães, Zona Leste), e um encontro com o vereador porto-velhense “Cláudio da Padaria” (PCdoB). O penúltimo item da agenda foi um encontro com o candidato a deputado estadual Zequinha Araújo (PMDB), para uma visita a partidários em Candeias do Jamari.



Encerrando as atividades da terça-feira, Confúcio Moura comandou, à noite, das 20h às 21h, no Hotel Aquárius, uma reunião com lideranças convidadas responsáveis pelas mobilizações da campanha eleitoral em Porto Velho.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Confúcio visita 5ª Festa do Urucum em Corumbiara



O candidato ao governo da coligação “Aliança por uma Rondônia melhor para todos” (PMDB, PDT, PCdoB, DEM e PRTB), Confúcio Moura (PMDB), disse, em Corumbiara, pouco antes de embarcar para participar, em Cerejeiras, da 5ª Etapa do Campeonato Estadual de Velocross, que entre suas metas para a região destacam-se a extinção das pragas da lavoura de urucum e dobrar a produtividade do seu rebanho leiteiro.

A declaração foi feita neste domingo (18), em reposta ao prefeito Silvino Alves Boaventura (PMDB), enquanto o líder maior da “Aliança” percorria, em companhia do candidato a reeleição senador Valdir Raupp (PMDB), as instalações da V Festa do Urucum de Corumbiara, evento que, nos dias 17 e 18, abrigou também o I Fórum Social do Urucum e a III Exposição de Agricultura Familiar de Corumbiara.

Com 500 hectares da lavoura em produção e 50 em formação, o município é o maior produtor de urucum do país e conta, ainda, com a produção de leite como sua segunda maior economia. No entanto, em razão do cultivo de ser uma atividade recente, os produtores ainda têm dificuldades para lidar com a cochonilha, a broca do caule e outras doenças que afetam as plantações.

Conforme relatou o ex-prefeito de Corumbiara Leidson Souza (PMDB) ao candidato aliancista, a produtividade do rebanho leiteiro – que é de três litros por cabeça – pode ser dobrada facilmente com mudanças na ração dos animais. “Tenho certeza que podemos superar este e outros problemas do setor com assistência técnica efetiva e crédito oportuno”, argumentou Confúcio.

Além de revelar que a preocupação com a sanidade da lavoura de urucum e a produção leiteira estarão contempladas em seu governo, Confúcio citou como experiências bem sucedidas que implantou os projetos que foram desenvolvidos em Ariquemes, durante sua administração como prefeito, que fortaleceram a economia no campo. Como exemplo, citou o Programa de Verticalização da Agricultura Familiar (Prove), que está conferindo outra dimensão à agricultura familiar na região de Ariquemes.

EM CEREJEIRAS

Sempre em companhia do senador Valdir Raupp, Confúcio Moura foi recebido em Cerejeiras pelo prefeito Cleber Calisto (PMDB), seguindo direto para a arena da 5ª Etapa do Campeonato Estadual de Velocross. A temporada 2010 da competição será realizada em 12 etapas, sendo que a 6ª fase já está confirmada para os dias 07 e 08 de agosto, em Santa Luzia.
Depois de percorrerem as instalações do local reservado à platéia, ocasião em que cumprimentaram cada um dos circunstantes que encontraram em seu trajeto, o candidato Confúcio Moura e o senador Valdir Raupp regressaram a Porto Velho, tendo sido conduzidos até o local do embarque por uma comitiva de líderes políticos da região, entre elas o deputado estadual Ezequiel Neiva (PPS).

#LargadaConfucio15 em Porto Velho

Esse é um vídeo postado pela amiga Natasha em seu canal no YouTube e enviado para colocarmos aqui. Ela estava na #LargadaConfucio15 em Porto Velho e filmou o discurso de Confúcio Moura ao final da caminhada na avenida 7 de Setembro.


Queremos que essa caminhada por uma Rondônia melhor tenha a participação de toda a população!
Caso você tenha fotos, áudios ou vídeos, nos envie pelo email midiasconfucio@gmail.com ou publique em seu canal e mande o link que divulgaremos aqui no blog, no twitter e nas demais redes sociais do candidato Confúcio Moura.

Como viviam os índios brasileiros no ano 1000?


Enquanto a Europa estava na sombria Baixa Idade Média, durante os anos 1000, os índios brasileiros da região amazônica viviam um despertar cultural que ficou registrado em sua arte, contemporânea à dos incas e maias, e que só agora começa a ser entendida pela arqueologia. Pesquisadores têm descoberto que várias regiões de mata fechada eram, há um milênio atrás, grandes aldeias que tinha uma complexa organização, se constituíam próximas aos rios abundantes que garantiam boa produtividade agrícola e sabiam viver de forma sustentável.As plantas que servem ainda hoje aos povos da Amazônia – fruta do guaraná, cacau, mandioca, cupuaçu, pimenta, castanha e piaçava, por exemplo – foram domesticadas por esses antigos índios, que já sabiam manejar o fogo. E as cerâmicas encontradas no local revelam pinturas bem elaboradas e um sofisticado gosto artístico.


terça-feira, 20 de julho de 2010

Cante por uma Nova Rondônia

Cante por uma nova Rondônia!
Ouça, baixe, divulgue nosso jingle de campanha.

domingo, 18 de julho de 2010

DAVID CHIQUILITO CONFERE APOIO IRRESTRITO A CONFÚCIO


O deputado estadual, recém-empossado, David Chiquilito Erse (PCdoB) recebeu em sua casa, na noite do último sábado (17), o candidato a governador do Estado Confúcio Moura (PMDB), pela Coligação “Aliança por uma Rondônia melhor para todos” para apresentá-lo a lideranças da capital. Presentes na reunião estiveram ainda o senador Valdir Raupp e a deputada Marinha Raupp, que são candidatos a reeleição.
David falou um pouco sobre a emoção de assumir uma cadeira na Assembléia Legislativa, sendo este um impulso a mais para a sua candidatura a deputado estadual já pré-lançada em 2009. David lembrou ainda sua aproximação com Confúcio Moura, quando foi convidado para ser seu candidato a vice-governador. “Nesta época, para conhecer um pouco mais de Confúcio e de suas realizações como administrador fui até Ariquemes, andei de secretaria em secretaria, sendo muito bem recebido por uma equipe preparada para demonstrar as principais realizações que Confúcio tinha empreendido no município. Lá eu encontrei grandes projetos já em pleno vapor, projetos que sonhei para Porto Velho, como o do aterro sanitário, do teatro municipal, entre outras grandes realizações. Voltei para Porto Velho com o coração dividido e encantado por Confúcio Moura e suas obras. O sonho de ser deputado se misturava com tudo aquilo que presenciei num único administrador, com toda aquela competência. Mas a opção foi para ser deputado estadual, e aqui em Porto Velho vou trabalhar por Confúcio Moura com mais garra do que eu trabalharia se fosse seu candidato a vice”, declarou Chiquilito.

            O candidato a reeleição a deputado estadual, mencionou ainda sobre a formação da coligação “Aliança por um Rondônia melhor para todos” entre os partidos PMDB, PCdoB, PDT, DEM e PRTB, que hoje conta com o melhor e mais capacitado nome disputando a vaga de governo. “Todos os meus companheiros de trabalhos irão para as ruas levando junto o nome de Confucio Moura, do senador Valdir Raupp e da deputada federal Marinha Raupp”.
            Encantado com as palavras de um jovem político que aprendeu a admirar, Confúcio Moura iniciou seu discurso agradecendo a David Chiquilito pela confiança e oportunidade de lhe apresentar os seus apoiadores e por assumir o compromisso de andar de mãos dadas durante a campanha e também para juntos governar Rondônia. Confúcio usou suas palavras fazendo um breve discurso de apresentação de sua história de pioneiro do estado e militante na vida política. Médico que ser formou servindo a policia militar como sargento, chegou em Rondônia na década de 70. Em Ariquemes, foi médico dos seringais e dos garimpos, viu e contribui para o crescimento da cidade, e ali viu Rondônia nascer. Junto com Jerônimo Santana fundou o antigo MDB no Estado. E foi Jerônimo, que na década de 80, quando assumiu o governo do estado, convidou-o para ser secretário de Estado da Saúde, assim iniciando sua vida política.
Já em oitava disputa eleitoral, Confúcio teve três mandatos de deputado federal e dois como prefeito de Ariquemes, quando foi reconhecido e premiado nacional e internacionalmente por boas praticas de gestão. “Estou entrando para disputar o maior desafio de minha vida. Uma campanha grande que carrego com o coração. Devo a Rondônia este governo de oportunidades, vou trabalhar para retribuir tudo que esta terra trouxe para minha vida”.
Confúcio lembrou que não é candidato por vaidade, mais que o partido o escolheu para representá-lo e que esta tarefa será cumprida com toda a dedicação. O peemedebista agradeceu o carinho da família Chiquilito e disse aceitar e precisar muito do apoio desse grupo com tanta representatividade no cenário político do estado. “Juntos vamos vencer as eleições e juntos também vamos governar Rondônia”.

Fonte: Assessoria de Imprensa

CONFÚCIO LANÇA CAMPANHA EM PORTO VELHO COM CAMINHADA NO CENTRO DA CIDADE


“Um estado governado com responsabilidade”. Esta é a proposta que candidato ao Governo do Estado Confúcio Moura (PMDB), da Coligação “Aliança por uma Rondônia melhor para todos” (PMDB, PDT, PCdoB, DEM e PRTB), apresentou em Porto Velho, durante evento que marcou o lançamento de sua candidatura na capital do Estado. Confúcio com lideranças da coligação participou de uma  passeata na Avenida Sete de Setembro, num percurso que se iniciou na Praça Getúlio Vargas, estendendo até o Mercado do Km-1. Durante todo o trajeto, Confúcio, o seu vice Airton Gurgacz, o senador Valdir Raupp, a deputada federal Marinha Raupp e candidatos a deputados estaduais e federais da coligação  acompanhados por centenas de militantes movimentaram a tarde na Avenida 7 de setembro.
Entusiasmado com a calorosa receptividade e saudado em todos os pontos do percurso, Confúcio comentava com eleitores sobre a satisfação de ser recebido de coração aberto pela população porto-velhense, e que retribuir esse carinho será o seu grande desafio. “Quero ser um governador parceiro do prefeito, parceiro do município, este é meu ideal de governo”. Confúcio acredita que um bom governo deve ser feito em parceria, que um bom governador não trabalha sozinho. “Tenho aqui uma coligação formada por pessoas de pensamentos semelhantes. Não é uma coligação formada apenas por política, esta é uma coligação formada para trabalhar junto por Rondônia. Vamos dar a Rondônia o respeito que ela merece”.

Marcando o encerramento do percurso, os majoritários da coligação subiram no carro de som que acompanhava a comitiva para falar sobre o início desta campanha que promete movimentar o Estado. Airton Gurgacz, candidato a vice-governador, falou da satisfação de estar nesta caravana de pessoas de nome e de ficha limpa, que seu início na vida política veio numa ótima hora, e acompanhando um grande nome que é o de Confúcio Moura. Airton agradeceu o seu partido (PDT), por ter confiado indicando-o como candidato a vice numa chapa liderada por Confúcio. “Vamos juntos governar o estado com Rondônia. Confúcio é um político que admiro e sem sombra de dúvidas é o candidato mais capacitado para governar o estado, e juntos vamos fazer muito por Rondônia”.

O Senador Raupp falou um pouco do início da campanha conclamando a força de um partido que é o maior do Brasil. “O PMDB é grande e junto com a militância forte dos partidos coligados podemos fazer a maior campanha já vista neste estado, uma campanha movida pela força de um povo que vai para as ruas e pede mudança e faz dela um ideal”.
Em seu discurso, após declarar o início oficial de sua candidatura na capital, Confúcio Moura falou um pouco sobre ações de governo e de como pretende administrar o estado. Destacou que um dos seus focos é a valorização profissional do servidor público e o diálogo com os sindicatos.  “Vamos dar educação de qualidade, pois sou um médico apaixonado pela educação, que acredita na transformação e na formação de pessoas através dela”.
Capacitação profissional foi outro tema abordado por Moura. “Hoje o Estado emprega mas não qualifica, faltam profissionais capacitados, para que após as obras das usinas continuem aqui trabalhando, impulsionando a economia”, ressaltou Confúcio.
Confúcio Moura permaneceu na capital até a manhã de domingo, quando acompanhado pelo senador Valdir Raupp, visitou o Mercado Central e a feira livre.

fonte: Assessoria de Imprensa

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Grande festa em Ariquemes - lançamento oficial da candidatura








Saúde - Quase metade dos brasileiros tem excesso de peso



A população brasileira está mais pesada, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde. De acordo com o estudo, o índice de pessoas com excesso de peso subiu de 42,7% para 46,6%, entre 2006 e 2009. Já a quantidade de obesos cresceu de 11,4% para 13,9%, no mesmo período. No total, 54.000 adultos foram ouvidos na pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel).
Considera-se que pessoas com o Índice de Massa Corporal (IMC) - divisão do peso pela altura ao quadrado - superior a 25 têm sobrepeso. Aqueles com o IMC acima de 30 são obesos. Fatores genéticos, hábitos alimentares e falta de exercícios físicos estão entre as principais causas de problemas com o peso.
A pesquisa mostrou que 51% dos homens e 42,3% das mulheres têm excesso de peso. O sobrepeso atinge 24,9% entre as jovens de 18 a 24 anos e dobra na faixa etária de 45 a 54 anos para 52,9%. O estudo registrou ainda que o problema é mais comum entre homens com idades entre 55 e 64 anos: 59,6%.
A prevalência da obesidade entre homens quase triplica do grupo etário de 18 e 24 anos (7,7%) para 19,9% entre homens de 55 e 64 anos. No caso das mulheres, o índice fica três vezes maior, crescendo de 6,2% para 21,3%, na comparação da mesma faixa etária.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Açaí pode ajudar na prevenção do câncer

Pesquisa mostra que adição da fruta durante a fermentação do leite estimula a produção de ácido que auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer

Além de energético, açaí pode ser um importante aliado na luta contra o câncer
Tradicionalmente conhecido por suas propriedades energéticas, o açaí deixou de ser uma fruta consumida por esportistas e foi incorporado ao cardápio dos brasileiros na forma de bebidas, doces, geleias e sorvetes nos últimos anos. Agora, um estudo publicado no International Dairy Journal mostra que a mistura da polpa do açaí durante a fermentação do iogurte pode ajudar a prevenir o câncer e fornecer nutrientes importantes para o nosso corpo.
O trabalho, coordenado pela professora Maricê de Oliveira, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), concluiu que a fruta estimula a produção do chamado ácido linoleico conjugado (CLA) por linhagens de bactérias presentes na fermentação do iogurte. O CLA, segundo ela, auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer, como o colorretal, de estômago e de mama.

Por: Eliseu Barreira Junior

PAINEL DE NOTICIAS


É sempre agradável receber gente inteligente e de poder.  Vereador Marcelo Reis (Porto Velho), paletó sem gravata e amigos, compareceram ao escritório em Porto Velho, dia 12 de julho passado. Foio um momento de satisfação imenso. Ainda mais com a manifestação de apoio. 


Machadinnho, praça, dia 14 de julho, uma boa prosa com um microempreendedor individual, que trabalha na praça principal da cidade,vende relógios e produtos eletrônicos. Que bom  hoje  em o  microempreendedor individual pode vir para dentro do sistema formal e previdenciário, desde que pague apenas 10% de l salário mínimo. Daí pra frente pode receber todas as vantagens do sistema de proteção à saúde e a aposentadoria.


Mais um sósia, Dr. Moreira, Delegado de Polícia aposentado. Almoçamos juntos em Porto Velho. Além do mais é meu conterraneo - de Goiás.


Com o Senador Valdir Raupp, Gregório e  Luana - filha (até que parece comigo também,  numa reunião de famíla em Porto Velho. Só tem uma coisa esta familia tem mais de 300 membros em Porto Velho, pra mim foi um privilégio ser apresentado a tanta gente boa reunida de uma só vez.


Estou diante de uma realidade bem frequente. Em Porto Velho cara a cara com uma moça bonita que nasceu nas minhas mãos. Veja bem, esta aí com o lápis na boca tive a honra de recebê-la no dia do seu nascimento, fui parteiro da mãe dela.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

E AS POLÍCIAS DE RONDÔNIA COMO VÃO INDO?

                                                                                                  Crédito foto: Governo de Rondônia - site

Não há dúvida que tem melhorado muito. Mais gente e mais meios para trabalhar. Porém, vejo que o pessoal está desmotivado. Tem certa angústia nos corações dos policiais. Tudo tem que mudar para melhor. Não dá para trabalhar com gente desmotivada. Tarefa para especialistas em gestão de pessoal e enorme bom senso.

Creio que os concursos para Delegados devem ser anuais. Justamente, para que se estabeleça entre eles o verdadeiro choque das gerações. Várias escolas, condutas, compromissos. Até mesmo a necessária capacidade de indignação. De ficar com raiva e rejeitar os usos e costumes.

Não há nada mais prejudicial ao desenvolvimento de qualquer organização do que os usos e costumes prejudiciais. Os vícios que se transformam em regras. Um horror.

O treinamento do pessoal é necessário. Tem que se avaliar e medir estes indicadores internos. O que podemos chamar de índices de insatisfações. O índice de tensão da tropa e do pessoal da polícia civil. Tratar os mitos e os arquétipos, como por exemplo, o uso da força letal pela polícia, se é verdadeiro ou falso. Como dizia Lúcio Flávio, polícia é polícia e bandido é bandido.

Emprego: Férias de julho devem criar 15 mil vagas temporárias em todo o país


As férias de julho devem criar 15 mil vagas temporárias em todo o país, segundo estimativa da Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e Trabalho Temporário (Asserttem), um aumento de 25% em relação a 2009, quando foram criados 12 mil postos.
De acordo com a Assertem, os dados têm como base o estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Manager (Ipema), a pedido da entidade.
A previsão da associação é que a maior parte das contratações seja feita pelo setor de lazer e entretenimento, como parques de diversão, clubes, hotéis, pousadas e acampamentos, bares e restaurantes. Dessa forma, devem ser criadas 10,5 mil vagas temporárias no setor de serviços e outras 4,5 mil na indústria e no comércio.
O emprego temporário poderá ser, segundo a pesquisa, oportunidade de primeiro emprego para 3,4 mil pessoas. Em relação à efetivação, a expectativa é que cerca de 2,4 mil temporários sejam efetivados após o término do contrato, o que corresponde a cerca de 15% do total no setor de lazer e entretenimento e 18% na indústria e no comércio.