Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

domingo, 12 de dezembro de 2010

ESTOU FAZENDO O QUE HÁ DE MAIS "ESTROMBÓTICO" NA POLÍTICA

Chegou a hora da ‘governação’. Este termo é do Arlindo Souza. A fase da falação passou. Compor a equipe rapidamente e por o pessoal a conhecer, cada um o seu pedaço de governo. E dar uma olhada geral. O comum é que o secretariado fique encantado com gabinete, dificilmente vai ao almoxarifado, ao controle do combustível, ao consumo de telefones, a fiscalização dos tanques de combustíveis, a quilometragem rodada dos veículos, ao gasto de energia, do papel, da fita do computador, do papel higiênico, do medicamento na farmácia, enfim, o lado da administração real fica prejudicada.

É aquela sede para dar entrevista, para ir à rádio falar ao povo. Não. Não meus amigos. Ir à rádio, à TV só depois de cada um por termos à sua pasta ou empresa. Vai falar o quê?  O custeio da máquina pública é exagerado. Coriolano Sales, meu ex-colega Deputado Federal de Bahia, Vitória da Conquista confabulava comigo, muitas vezes: o administrador público deve gastar 40% com pessoal, 20% no custeio e 40% para investimento.

Ah! Quem diria. Se isto que Coriolano me falava fosse verdade que maravilha seria. Hoje em dia, é tudo inverso, o custeio está nas nuvens e o investimento na sola do sapato. Mas, meu irmãozinho ou minha irmãzinha, que irá trabalhar comigo no Governo, vou lhe alertando logo - trate de baixar o custeio.  Então, caríssimo (a) comece pelos tanques de combustíveis, pelas peças, pelos pneus dos veículos, pelos contratos ‘malarrumados’, pelas dispensas de licitações, pelas compras miúdas e diárias.

Comigo não será tão florido assim. Eu quero ver secretário meu é sujo de graxa. Sapato com o quilo de barro no solado, é assim mesmo,  meio fedido e de quando em vez irado. Eu quero meu homem e minha mulher controlando a cozinha da secretaria. A lata de açúcar, sal, pimenta do reino. Como a mãe fazia e ainda faz.

Então - dar entrevista só depois lavar os pratos. Está bem?

17 comentários:

Anônimo disse...

É assim mesmo que se faz uma administração, economizando pequenas coisas pra sobra das gdes, digo isso no setor em que trabalho, vivo catando clips no chão varido pelas zeladoras, ai dizem é só um, é realmente é só um, + 1 + 1 são 2 e assim por diante, não é pq não fui eu que comprei que devo deixar ir por ralo os objetos que preciso pro meu trabalho e de toda a população.Agora quero ver esse povo aprender a economizaer, risossss

carlos vieira da silva disse...

Metas, metas e metas. Eis o milagre. Negociar com as secretarias e órgãos do governo metas factíveis e arrojadas. E cair em cima de tudo, para alcançá-las. O secretário ou qualquer pessoa quando tem um caminho claro a seguir, uma indicação, uma sensação de que precisa reagir, sair do comodismo e da demagogia, adota nova atitude comportamental para o êxito.
carlos vieira da silva

carlos vieira da silva disse...

O progresso alcançado pela população rondoniente não é generalizado. Na verdade, não é pequeno o grupo de excluídos dos ganhos das riquezas que ora se vê por quase todos os cantos do Estado de Rondônia. Conheço muitas crianças da capital, que nunca entraram no Porto Velho Shopping. O que se precisa atacar com máxima energia e inteligência é o fantasma dos ciclos econômicos (borracha, agronegócio, garimpo,usinas (será?), etc. que assombra o povo aqui nascido e sem opção de fuga para Estados mais promissores, quando a bonança se esvai. E isso é sim possível -- economia, sociedade e ambiente sustentáveis: progesso duradouro -- agora com Dilma Roussef no poder, principalmente, domínio do PT e PMDB na política -- e novos empreendedores ávidos por se instalar em Rondônia.
carlos vieira da silva

Anônimo disse...

Concordo com o governador, é preciso sim controlar os gastos, que saem pelos ralos. Mas acredito que antes mesmo, o governador tem que fazer uma analise da real situaçao de cada secretaria. Irei falar da Secretaria da Segurança Publica em especial a Policia Civil. Temos viaturas que é do estado e algumas que são terceirizadas, nao acredito na terceirização, pelo que vejo sai muito mais caro para a Administraçao, e quem fica rico sao os donos dessa frota. Ja os veiculos dos estados tem que ter zelo pelo servidor, isso é de suma importancia. No caso da delegacia onde trabalho, nao tem um mecanico, e ao mesmo tempo a delegacia nao tem autorizaçao para arrumar os veiculos estragados, pois nao tem verba propria, seria uma situaçao a ser trabalhada.
Abraço até o proximo comentario

Anônimo disse...

Vossa Excelência já deve ter observado que, observador nato que é, pelo número de posts no vosso inovador Blog do CONFÚCIO, os escribas em particular e a população em geral, apesar de que, certamente, seja muito visitado, poucos são os comentários, e muito mais merece pelo valor das mensagens que são passadas com regularidade à sociedade, aos políticos, enfim, a cada um cidadão e a cada uma cidadã deste estado de Rondônia. O que mais admira todos os visitantes e os que souberam de ouvido asim como a as mídias que por ele são pautadas nestes, pelo menos ou pelo mais, primeiros seis meses de vosso radical e inovaor governo estadual é a forma e o sotaque escolhidos de modo tão convicentes e penetrantes na consciência de todos que tenham conhecimento do vosso pensamentocom, ao fim de que acaba-se sabendo do que está pensando o nosso Governador, e aquilo que vai pôr em prática como ação governamental pensada e executada em prol da população. As linhas mestras do pensamento governamental confuciano, nitidamente orientado pelos sábios conselhos do vosso homônimo chinês, estão aí e à mostra de todos e de cada um de per si de toda a sociedade rondoniense que o elegeu, e elegeu bem, destronando a prepotência do conluio Cassol & Cahulla, que antes estavam sentados e vergastando a população ordeira e trabalhadora de Rondônia. Afinal, nem como dupla sertaneja essa associação acéfala e espúria daria certo. Henry Icsan.

PS: meus parabéns pela fluência da linguagem e da métrica do intelectual e político Governador. Continuo vosso leal amigo, grato e admirador. Um abraço, Henry Icsan.

http://arlindodesouza.wordpress.com/ disse...

Caro companheiro Confúcio é com esse sentido de responsabilidade que a sua governação deverá dar os primeiros passos, o que disse neste post é uma grande verdade um governante responsável e que realmente deseja melhorar a sua região deve seguir essa linha de orientação.
O rigor nas contas públicas, os cortes nos gastos desnecessários, o rigoroso controle das despesas de cada setor é fundamental.
Como vivo na europa a quase 10 anos muitas coisas ví acontecer e o que muitos países, como a Grécia a Irlanda e até mesmo Portugal onde hoje vivo, esses paises enfrentam crises profundas que são resultados do descontrole da falta de fiscalização nos gastos públicos, e muitos investimentos mal planejados.

Concordo e apoio a sua decisão é preciso primeiro bons resultados arrumar a casa pois tenho certeza que irá encontrar imenso ``lixo debaixo dos tapetes´´.
É preciso pulso firme e sentido de responsabilide e cada um dos seus escolhidos deve apresentar resultados reais para continuar no mesmo barco onde estamos.
Um grande abraço, deste companheiro Arlindo de Souza.

Anônimo disse...

Entrei nesta Lan house para dizer que é isso mesmo que o Senhor deve fazer. Secretário deve estar com as mãos na massa. Gostei do anúncio do TC Josenildo para a SEDAM. Ele é um grande amigo, de bom caráter e dígno de confiança. Sinto falta do nome do Cel Delner Freire, pois ele é muito inteligente e trabalhador. Um forte abraço,
Nos conhecemos na Palestra em Ariquemes,
Marcos Rocha (TC PM)

Karina Reginato disse...

Parabéns estrela, como sempre o seu conhecimento e a sua transparência fazendo a diferença e agora é a sua vez p/ fazer tudo novo e diferente ou seja do jeito certo. "É Uma Nova Rondônia"... Com o que governará pelo povo.

ronie von dos santos ferreira disse...

ISSO GOVERNADOR. DÊ UMA OLHADINHA PARA SEGURANÇA PÚBLICA. TRABALHEI NA SEGURANÇA PÚBLICA DE RONDÔNIA POR 8 ANOS, PASSANDO PELO SISTEMA PENITENCIÁRIO ESTADUAL E DEPOIS PELA POLÍCIA CIVIL. NA MAIORIA SÃO PESSOAS SÉRIAS QUE TRABALHAM NESSES ÓRGÃOS. ELES PRECISAM DE MUITA ATENÇÃO, POIS TRABALHAM PRECARIAMENTE. ME PREOCUPO MUITO COM ELES. SAÍ PARA O SISTEMA PENITENCIÁRIO FEDERAL, MAS DEIXEI MUITOS COLEGAS COM OS QUAIS CONVERSO E DIVIDO OS SOFRIMENTOS DA PROFISSÃO. OLHE POR ELES E PELA SOCIEDADE DE RONDÔNIA QUE PRECISA DE MUITA SEGURANÇA. ESCOLHA UM BOM E MERECIDO NOME PAR PASTA E QUE SEJA ACESSORADO POR PESSOAS DE COMPETÊNCIA. UM ABRAÇO.

RONIE VON
ronie.ferreira@mj.gov.br

Anônimo disse...

Gostei da colocação senhor Governador, funcionário não valoriza o material recebido, e gasta sem limites, esse povo precisa apreender a economizar nas coisas pequenas pra sobrar pras gdes.Parabensss

Junior Lustosa disse...

Governador,

Desde pequenos somos moldados com pequenas praticas familiares, pequenos exemplos que ao longo do tempo e a devida oportunidade da vida exercitamos no campo profissional.....O Exemplo vem de cima..ou o Fomentador (PAI)..ou a mantenedora da ordem familiar (MÃE).
Qual filho que nunca levou uma bronca ao deixar comida no prato?..ao não manter o quarto arrumado?..ao não deixar a casa devidamente arrumada, depois daquela exaustiva faxina?..Pois é... o que é em casa é na vida!!
Se o seu Exemplo como Ordenador Principal do Estado não for cumprido pelos demais, ou existe problema de gestão, ou o caso é mais comportamental que o imaginável ...nesses casos, ou se faz para o bem do estado, ou para o bem do estado a mesma caneta que nomeia exonera.
Realmente existem adoradores de holofotes...cidadãos que não conseguem trabalhar na paz e na calma que uma administração precisa. Correr pra mídia como quem corre para torcida logo após ter feito um gol de placa..parece-me um pouco prematuro ..mas enfim!!!
Um TIME tem que estar voltado a cantando sempre a mesma música, aliás nunca vi alguém dançar “ciranda” sem ser de mãos dadas... Olho aberto e pulso Firme..
Sucesso de Sempre (Junior Lustosa)

Anônimo disse...

Isso mostra porque veio, concordo com economias, deveria ser assim a muito tempo, mas com tantos com tão pouco e muitos se esbaldando...quero eu aplaudir de pé,pois tem que ser deste um clipe, até pessoas com carros oficiais que desfilam livre leve e soltos, nas costas do trabalhador que também sou eu não sabem quanto custa uma chave de roda isso tem que ser economizado,parabens pela iniciativa espero e confio que vai dar certo clau...

luiz césar vivi disse...

A segurança pública é um dos pilares do nosso Estado. Esporo que coloque um profissional com grande conhecimento e que se verdadeiramente se importe com os profissinais de segurança, suas carreiras e salários.Gostei do ítem produtividade. Parabéns.

Anônimo disse...

Peço que dê uma olhada com carinho nas promoções na PMRO. O negócio está um pouco enrolado na justiça.
A sugestão é promover todos, foi feito isso em Minas. Todos estão com tempo para ser promovidos, nós merecemos.

juscelio disse...

O desperdício é um pecado capital. Seja ele permitido em casa, no local de trabalho ou na sociedade como um todo. Porém há de se ponderar que algumas repartições públicas estaduais carecem de condições mínimas de trabalho, como a falta de máquina de xerox, fazendo com que servidores paguem com seus próprios recursos cópias para concluirem seus trabalhos.

Juscélio disse...

Falando em desperdício associado à degradação do meio ambiente, tá mais do que na hora de se deflagrar políticas públicas de conscientização e execução de coleta seletiva de lixo em nosso estado. Incentivar empresas que trabalhem com reciclagem inclusive com incentivos tributários. Todos os dias vão para o lixo toneladas de papel, matéria prima com alto índice de reciclagem. Este é apenas um exemplo.

ISIS disse...

As dispensas é fácil, baixar decreto e determinar que se acabem os devaneios. Uma central técnica de análise e liberação visando empenhos também pode ser uma solução, para a certeza do cumprimento. Em seis meses já se pode ter mais processos ainda para registro de preços da maioria dos itens imediatos, com a adesão determinada de todas as secretarias. Já o custeio, só mesmo o compromisso de cada secretário nomeado, o que acredito que não será difícil, se todos falarem a mesma linguagem... E neste custeio tem que haver um rígido controle com as DIÁRIAS que ainda costumam complementar salários... Cada viagem, principalmente pra fora, devem ter motivação REAL e avaliada a NECESSIDADE, aliás, conforme prevê a legislação para TODOS OS GASTOS PÚBLICOS. SEM FINALIDADE PÚBLICA NÃO É POSSÍVEL!!! A Controladoria Geral do Estado é uma grande parceira nestas atuações, se fizerem a análise de todos os processos previamente ao pagamento. Inclua-se ainda: o fim do hábito de impressão e fotocópias de trabalhos escolares particulares; a conscientização do uso do copinho descartável (não é mesquinharia, o governo gasta muito com essas pequenas aquisições); economia na energia elétrica, água (controle das contas e caça aos 'canos quebrados eternamente'), etc. E combustível e peças são um sério problema a ser zerado, pq sempre há dívidas "antigas" a pagar (não zera nunca!). É isso aí Governador! Isis Queiroz - Presidente Mun. PTdoB