Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

domingo, 12 de dezembro de 2010

AUDITORIA NA FOLHA DE SALÁRIO

Fui Prefeito e me insurgi com dois hábitos perenes na administração pública:  pagamento de férias em dinheiro e da licença prêmio. O nome que dão a esta aberração é pagamento em PECÚNIA. Vá pro ‘caixaprego’ com este palavrão.

Não concordo. Férias é um direito legítimo do trabalhador para descansar. Para sair da rotina. Para viajar. Para dormir até mais tarde. Para cuidar da casa, arrumar a caixa d'água, cerzir roupa velha, visitar a tia, a mãe. Jogar conversa fora. Da mesma forma a licença especial. Já vou dizendo logo, comigo não tem isto.

Férias é para ser gozada. Licença prêmio também. Ainda não tenho o nome para a Secretaria da Administração, mas, a este incógnito secretário (a) guarde bem este meu "post" de hoje. Faça a escala de férias para todos e licença prêmio também.

No mais é auditar a folha. A cada trimestre. Para ajustar gratificações indevidas, posses inconvenientes de direito dos outros, carregar no lombo benefícios perdidos e ainda pendurados no contracheque. Enfim, fazer a limpeza nas inconveniências.

Briguei muito na Prefeitura com as benditas HORAS EXTRAS.  Hora extra para complementar salário, a pessoa pede – “me dá 50 horas extras este mês?” E o chefe dá.  “Me dá 80 horas extras também?” E o chefe dá. Vá agora mesmo, a uma farmácia da cidade, a um supermercado e pede lá ao gerente para lhe dar 50 horas de graça? Vá? O que você irá ganhar é um peteleco na cara, com certeza.

Temos que trabalhar ao longo do tempo é por plano de carreira bem feito, com base na produtividade e no mérito de cada um. O ganho real e correção de perdas salariais. Aí sim. É justo.

30 comentários:

Marco Rezende disse...

Governador, o Exército chama essa auditoria de "Exame de Contra-cheque". Todo mês, em todas as unidades militares do brasil, é nomeada uma comissão de 5 membros e aleatoriamente escolhidos um número de militares e funcionários, para terem seus contra-cheques examinados, de forma que todos sejam examinados, várias vezes no ano. Cada unidade faz o seu.

No mês passado eu estava na comissão. Verificam-se as gratificações, os acréscimos salariais, como o vale transporte, auxílios, diárias, enfim, toda verba recebida pelo servidor é analisada se tem o devido fundamento.

Por exemplo, minha filha, daqui a uns meses, vai passar da idade em que faz jus ao auxílio pré-escolar. Assim, ela será desimplantada e eu deixo de receber essa parcela. O cara que recebe vale-transporte e mudou de endereço, logo, precisa alterar seu valor recebido e por aí vai...
O controle é feito através da chamada "pasta da viúva", não sei se o senhor já ouviu falar disso. Todo servidor do exército tem uma pasta, onde, além de seus assentamentos funcionais (chamados por nós, militares, de alterações), ficam reunidos documentos pessoais do mesmo, como identidade, certidões e, por exemplo, comprovantes de endereço, apólices de seguros, etc. Chama-se pasta da viúva em razão de ser um facilitador para a implementação da pensão DEVIDA, em caso de falecimento do militar. Durante a vida, serve para esse controle do está sendo pago ao servidor. Não conheço a práxis da nossa administração estadual, pode até ser que já se tenha isso. Em não tendo, seria de bom alvitre regularizares e fomentares essa prática. Cada departamento, cada gerência, cada órgão, faria o seu "exame de contra-cheque", não apenas para realizar um contingenciamento, mas com o fulcro da justiça, pois podem aparecer direitos que não estejam sendo pagos ao servidor.

Abraços e bom domingo, o dia que mais se assemelha à palavra família...rs.

Marco Rezende

José Gonçalves disse...

Governador o Senhor esta certo a moralização tem que começar das pequenas coisas e quem teve a honra de apreciar sua vida pública e particular não poderia esperar outra atitude de sua parte, mas sabemos que mexer no bolso dos funcionários é mexer em vespeiro e sabemos que a grande maioria dos servidores públicos não pensam em garantias futuras preferem melhorias instantâneas e passageiras na sua renda mensal; não podemos culpá-los já que é prática da maioria dos governantes investirem nesta cultura. Quanto a venda de férias e licença prêmio, outra polêmica, na verdade essa prática tem beneficiado alguns protegidos que vendem, porém não trabalham, e quem realmente precisa fica a ver navios, espero sinceramente que este quadro mude doa a quem doer. Meu amigo! parabéns pela sua coragem todas as suas ações até o momento foram brilhantes dignas de respeito e admiração. Obrigada por mais uma vez colocar a sua vida a serviço do povo de Rondônia, obrigada por ter feito de Ariquemes uma cidade mais feliz!.
Márcia/func. Pública/Iperon.

FLAVIA CRISTINA C. disse...

CONCORDO GOVERNADOR, EU ATÉ JÁ TRABALHEI COM 48 AULAS DURANTE A SEMANA E ISSO SÓ ME RENDEU UMA BELA INFECÇÃO URINÁRIA POR NÃO TER TEMPO NEM DE BEBER ÁGUA. EXISTE ESSA DE TRABALHAR MAIS DE 40 HORAS SEMANAIS, É HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL, ALGUNS ENROLAM E O SERVIÇO NÃO TEM QUALIDADE NENHUMA, TEMOS QUE TER TEMPO , AINDA MAIS PROFESSOR QUE DEVE SE MANTER INFORMADO SEMPRE, SE FICAR A VIDA INTEIRA LÁ DENTRO DA SALA DE AULA, COMO VAI PREPARAR UMA AULA DE QUALIDADE ? UM ÓTIMO DOMINGO...

Roberval disse...

Sem palavras para o nobre futuro Governador.....Isso que o funcionarismo publico gostaria de ouvir....Boa Sorte. e com DEUS no coração...

carlos vieira da silva disse...

Sugiro um contraponto, para que as frustrações não contaminem ainda mais o funcionalismo: um amplo ensinamento de como administrar o próprio salário. O governo ensinar o funcionalismo a economizar, fazer poupança, aprender cortar gastos inúteis, feitos por impulso. Planejamento e controle salarial. É uma educação hoje imprescindível, numa era de consumismo inútil. A Secretaria de Educação poderia encabeçar tal movimento, pois gastos saudáveis é sinal de melhoria de qualidade de vida. É segurança familiar.
É futuro assegurado e tranquilo.
carlos vieira da silva

Claudete M. dos Santos/CACOAL disse...

Governador

Muitíssimo justa e decente esta sua intenção de que servidor tem que tirar férias!!!
Isso é um vício que precisa urgentemente ser revisto, afinal ninguém é de ferro...conheço servidores que ficam quatro ou cinco anos sem tirar férias (?) mas na verdade a saúde vai pro beleléu, fica estressado e seu trabalho rende pouco e isso vale para todos, inclusive para o primeiro escalão e para o governador.Todos precisam descansar, isso é fato. Parabéns e que DEUS O ABENÇOE.

Anônimo disse...

Caro Confucio,

Concordo com o plano de carreira e cargo salarios, porém até chegar,como vai ficar situaçoes, aonde o servidor tem que trabalhar sem ser remunerado a noite ou qualquer hora do dia, quando solicitado em um flagrante. Isso acontece em todas as delegacias do interior, o escrivao, delegado, agente policial e datiloscopista, é solicitado a qualquer hora, quando esta sobre aviso, ou seja, nao pode nem sequer ir ao sitio, pois o celular tem que ficar colado nas orelhas. Nesse caso nao tem nem hora extra, nem adicional noturno, como fica nossa situaçao, porque no caso de escrivao de policia temos que cumprir como o nosso dever durante a jornada diaria e mais esse sobre aviso sem adicional noturno e sem hora extra, sera que teremos que esperar mais um ano ou até que votem o bendito plano de carreira. Só alertando o futuro governador que essa é nossa realidade. Enquanto na capital de Porto Velho existem as delegacias especializadas e a Central de Flagrantes, aqui no interior o escrivão de Policia vira Escravão.
Abraço até a proxima amigo.

S.R.S disse...

Espero que leia esta comentario, tenho um defeito: sou cargo comissionado, alias muito competente, revolucionei muito com pouco, mas isso nao interessa muito, há muito preconceito no seu governo. Mas nao é isso que venho falar, estou lendo a poucos dias seu blog e tenho ficando aliviado com seus pensamentos, desejo imensamente que torne em pratica, por que a posição do chefe depende muito das atitudes dos seus comandantes, e voce vem mostrando muita maturidade.
O servidor público muitas vezes nao quer saber de melhorar as coisas no Estado, e sim de faturar e muito com essa "picuinhas", e na tua frente são uma coisa nas costas vão lhe criticar muito.
Uma pena que o estado tem tanta gente que outrora foram literalmente chamadas na rua para trabalhar enquanto que hoje muitos de nós com capacidade nao pode ajudar a nao ser como "comissionado" que somos.
Trabalhei na Folha de pagamento e sei tudo que precisa para enxugar e zelar pelo maquina, por que hoje a folha é muito alta, e ainda os servidores não tem conciencia disto e nem querer saber, querem é um aumento por semana se possível, e é isso que fazem com
Horas Extras entre outros, caso contrario fazem muito corpo mole.

Deus lhe abençõe Governador, espero que faça um bom Governo.

Anônimo disse...

governador cuidado com a SEAD, que ja foi balcão de negocios para advogados e finaceiras "marco", empresa essa dentro da SEAD com o objetivo de agiotar o salario do funcionalismo. na SEAD os direitos do funcionalismo era negociado, cuidado com a escolha do futuro secretario.

Anônimo disse...

governador cuidado com a SEAD, que ja foi balcão de negocios para advogados e finaceiras "marco", empresa essa dentro da SEAD com o objetivo de agiotar o salario do funcionalismo. na SEAD os direitos do funcionalismo era negociado, cuidado com a escolha do futuro secretario.

Mega Press disse...

Essa questão sobre a auditoria na folha salarial é muito importante. O mérito cabe a quem é, de fato, competente.

A SEDAM e a EMATER precisa de mundanças radicais, pois na situação em que se encontram serã inviáveis para o Estado.

Celso Gomes disse...

Caro Dr. Confúcio, realmente essa será uma quebra de paradigma na administração pública. Não tenho dúvida que será um choque àqueles servidores, gestores que ainda não têm este sentimento e respeito à coisa pública como deveria.

Lembrei-me das campanhas que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vem desenvolvendo nos últimos 5 anos de melhorar a qualidade dos serviços da Justiça, com criatividade. A criação de Banco de Boas Práticas de Gestão e respeito ao suado dinheiro dos contribuintes. A Justiça do Trabalho de Rondônia e Acre é uma prova que é possível evoluir, criar maior acessibilidade e reduzir o tempo processual, sem elevar os custo, com a participação de cada servidor, diretor e cada juiz.

Recursos Públicos

Otimizar recursos públicos é muito importante e se faz com conscientização dos gestores de cada pasta, cada coordenadoria, diretoria, chefes de setores e a cada "servidor público" que estão para servir ao público.

Eu, particularmente, durante os mais 100 dias de campanha, não cansei de defender que "Confúcio Moura seria a pessoa mais preparada para governar Rondônia".

Eis o voto de confiança!!
Sucesso!!!

Anônimo disse...

parabens,isso mesmo, nao é que eu nao queira, mais hoje e so para os apadrinhados.Os funcionarios que muitas vezes precisam, ate mesmo pra coprar material escolar, matriculas etc, porque nao tem como viajar mesmo, nao conseguem nada

garottomaduro disse...

...CONCORDO EM NÚMERO E GRAU DESDE QUE V.Sª DETERMINE QUE SE PAGUE O QUANTO ANTES, OS PECÚNIOS ATRASADOS.
P.S: QUEM NÃO TIRA FÉRIAS OU LICENCIA PRÊMIO, SÃO OS FAMIGERADOS CHEFES E PUXA-SACOS DESTES QUE FICAM ENROLANDO O ANO TODO NAS COSTAS DE SEUS SUBORDINADOS E, DEPOIS, FICAM RESPIRANDO NAS CUSTAS DE TODA A ADMINISTRAÇÃO O FARO DO DINDIN RSRS
PARABÉNS GOVERNADOR.

Anônimo disse...

ESTOU DE PLENO ACORDO COM A EXTINÇÃO DOS PAGAMENTOS INDEVIDOS DE LICENÇA PREMIO EM PECUNIO E HORAS EXTRAS ABSURDAS.SO DESEJO, GOVERNADOR QUE SE PROMOVA UMA VERDADEIRA ISONOMIA SALARIAL PRINCIPALMENTE EM UMA AREA MULTIDISCIPLINAR QUE É A AREA DA SAUDE.É INACEITAVEL A DISCREPANCIA ENTRE O SALARIO DO PROFISSIONAL MEDICO EM RELAÇÃO AOS DEMAIS PROFISSIONAIS DA SAUDE DE NIVEL SUPERIOR. ESTES ESTÃO TOTALMENTE DESVALORIZADOS E DESMOTIVADOS COM SALARIOS DA ORDEM DE R$2500 E OS MEDICO NA FAIXA DOS R$8000 VAMOS E CONVENHAMOS E UMA VERDADEIRA IMORALIDADE. PEÇO ASSIM SUA ATENÇÃO COMO UM GESTOR CONSCIENTE E JUSTO

Anônimo disse...

Governador, gostaria de saber sobre os precatorios, como o senhor fara, paragara desde o começo de janeiro.Ou nos deixara anos e mais anos na espera.Nossos colegas agntes, tem adoecido esperando, muitos ja ate morreram e o governo nao nos pagou.sera que serao os nossos netos que receberao?

Anônimo disse...

Concordo com o que disse e espero que o Sr. acabe com a injustiça cometida com os Policiais Militares que chegam a trabalhar até 72h semanais enquanto a lei diz que não se pode trabalhar mais que 40h,espero que o Sr. que já foi militar corrija esta injustiça,e não nos venha coma conversa mole que Militar é superior ao tempo,e que se não tá bom peça pra sair.Abraços e BOA SORTE EM SEU GOVERNO.

Anônimo disse...

E ai governador cade o Drº MOREIRA,competente como é não estará em seu Governo,olhe lá hein,foi seu amigo de Caserna e tem competência.

Anônimo disse...

Auxílio-moradia para MP, ALE e TCE daria para manter Fhemeron por um ano
Senhor Governador, por isso sou contra quando o senhor fala em consultar o MP, eles nao tem moral para abnar ou desabonar ninguem, pois eles olham para o proprio umbigo.Hoje estao do seu lado , amanha começam a te perseguir, se o senhor nao der pra eles o que eles quiserem.Deus abençoe Rondonia

A VERDADEIRA PAZ ESTÁ EM DEUS disse...

Senhor Governador, meu nome é João do Rozario Lima, moro no municipio de Seringueiras, amo a educação e peço ao senhor que veja com carinho quanto a pessoa que irá representar a Seduc neste Municipio, que seja realmente alguem que esteja compremetido com a educação e que acima de tudo realmente tenha competencia.
Abraço joão

Gil disse...

Parabéns Governador pela iniciativa. Vou até lhe dar uma sugestão; comece pela policia civil que tem um tal de sobre aviso (serviço extraordinário)onde o policial faz o seu expediente e ainda tem que ficar de sobre aviso. Em cidades como Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Vilhena, Jaru, Ouro Preto e todas as outras com população com mais de 20 mil habitantes, os policiais que ficam de sobre aviso chegam a trabalhar até 10 horas, e o pior senhor Governador, não recebem nada por isso a não ser algumas sindicâncias e processos administrativos. a lei é bem clara: o serviço extraordinário não pode ser consecutivo e nem ultrapassar a 02 horas diárias. que bom que o senhor pensa desta forma, só assim podemos ter o funcionário público tratado com respeito e mas humanização. Abraços e que Deus continue lhe iluminando. Abraços!
HTTP//WWW.gilmariobarbosa.wordpress.com

Anônimo disse...

Muito bom os comentários, concordo que as pessoas devem tirar as férias, mas tambem concordo que deve-se dar condições para as pessoas trabalhar semanalmente e naum essa pouca vergonha que está no corpo de bombeiro, em que chega a se trabalhar mais de 70h semanais.

Anônimo disse...

www.impactorondonia.com - Concordo com o Governador por que acima de 40 horas semanais a pessoa já está exausta é o serviço não será de boa qualidade.

GIDEONI BRITO - BLOG OFICIAL disse...

A maioria dos servidores do Estado ganham menos de dois salarios e possuem um grande grupo familiar e muiutos desses, por necessidade, acabam por requerer o pagamento em pecúnia de suas licenças prêmios e talvez até as férias tambem. Do ponto de vista do descanso, concordo plenamente, no entando do ponto de vista financeiro não concordo. Pois, as vezes essas "pecunias" vêm pra salvar a vida financeira desses servidores, que são mal pagos e são os que mais trabalham no serviço público. Concordo tambem com a elaboração de um Plano de cargos e salários que realmente beneficie esses servidores que tanto trabalham nesses Estado maravilhoso e abençoado por Deus. Que realmente eles possasm ter um salário digno que proporcione a eles umas férias dignas, que possibilite realizar viagens, que lhe proporcione um sorriso no rosto, que lhe traga alto estima. E isso é o deseja todos os servidores... E acredito que o governador eleito fará...

hélen disse...

Dr. Não ligue para estas pessoas que estão nos sites criticando algumas decisões de seu governo, na verdade quando você diz que vai acabar com a farra do dinheiro público todos que tinham sua fatia na “porcalhada” querem achar uma maneira de extravasar a raiva... continue assim com confio em você e na sua maneira de governar.

Anônimo disse...

meu nome é
Marcos Valentim da Silva
O parabenizo,
Nos conhecemos a alguns anos em duas reuniões do pessoal da antiga da Polivete, lions, e
Colegas da marçonaria.
Fico feliz que todas as conversas que ouvi falar não foram e não são balelas, que o que disseste á época está acontecendo.
Qualquer duvida, estou na Corregedoria da SEJUS, estou como Corregedor membro.
Espero sua visita.
Boa sorte.
Joaci já lhe procurou?

Anônimo disse...

Sou grata pela mudança.Votei pela mudança e hoje posso dizer siga em frente senhor governador, pois Deus sempre abençoa o justo, porém tem que mexer no pequeno escalão (CDS) que muitos por abuso do poder perseguem os subordinados que por merito chegaram a fazer um bom trabalho. Fui vítima desta perseguição e até hoje sinto na pele. Que Deus abençoe o Secretario de educação para fazer uma faxina dentro da SEDUC.

roasis disse...

Que legal! O senhor é blogueiro! também sou gosto de escrever e compartilhar com as pessoas.
Nunca vi um governador médico, poeta e internauta. POXA! LEGAL MESMO. VOU ADMIRAR MAIS O SENHOR GOVERNADOR.
Se for possível entre no meu blog. escrevo textos interssantes.

Anônimo disse...

Espero que realmente governador o senhor valorize o professor, pois ja estamos cansados de tanta injustiça com essa categoria. Espero conseguir desta vez tirar minha licença prêmio.
Que Deus o abençõe nesta nova caminhada.

Anônimo disse...

é senhor Confúcio ,como classificar o mérito de cada funcionário se não há fiscalização ou avaliações periodicas do desempenho?como deixar de existir horas extras, se as vagas não são preenchidas,principalmente na area de saúde?não é somente o salário dos graduados que está defazado,os dos tecnicos também,sabe aqueles que tem o serviço mais pesado e sem o qual nada anda...espero que o senhor olhe com carinho,pois foi deles boa parte dos seus votos.Deus abençoe e dirija seus planos em prol da comunidade geral