Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

EDUCAÇÃO - NÃO É SÓ DA BOCA PRA FORA


Por duas vezes me encontrei com professores reunidos em Cacoal. Foi bom. No SINTERO uma assembléia para discussão de alguns temas da categoria. Lógico que não falei nada. Fiquei por ali perambulando no meio do pessoal. Um cumprimento aqui e outro ali e lá fora conversas de pé-de-orelha.

A Fátima Gavioli marcou outro encontro. Ela é professora de carreira. E candidata a Deputada Estadual pelo PDT. Neste momento desfraldei o meu  rosário de compromissos com a educação de Rondônia. O que não acho difícil de cumprir durante os meus quatro anos de governo. Vejam:



  1. Um "pacto pela educação" em todos os níveis com os sindicatos, prefeitos e entidades. Para Rondônia atacar os seus pontos fracos. Ter prazo definido e metas de desempenhos.


  2. Reforma do ambiente escolar, oferecer água limpa para se beber, banheiros humizados e ambiente de trabalho melhor;


  3. Implantar o Plano Estadual de Educação - com está em debate no Estado;


  4. Respeitar a categoria e valorizá-los dentro de todos os procedimentos que se deve ter com os agentes da transformação verdadeira de Rondônia, que são os professores;


  5. Diálogo - exercer verdadeiramente a democracia. Ouvir muito, prudentemente conversar com todos, ceder, negociar sempre;


  6. Negociar as perdas salariais dentro de um campo razoável de entendimento e oferecer a cada ano, ganhos reais para todos os servidores;


  7. Transparência com os números da contabilidade do Estado;


  8. Aproveitar as experiências das escolas e acrescentar outros fundamentos de compromissos com os alunos para que a educação seja verdadeiramente levada a sério;


  9. Introduzir no Estado a lei dos incentivos e valorizar o mérito pedagógico e eficiência do ensino, como de resto os países mais desenvolvidos fizeram há décadas;


  10. Eleição de diretores de escolas - verdadeiramente democrática e que os candidatos antes das eleições sejam submetidos uma avaliação feito por empresa de notória especialização em gestão educacional, só depois os aprovados irão para a disputa eleitoral dentro e fora das escolas;


  11. Introdução nas escolas ou centros de reabilitação em cidades pólos de assistentes sociais e psicólogos, como também uma retaguarda disponível de fonodiáulógicos;


  12. Verdadeiramente integrar as secretarias de educação, saúde, assistencia social e segurança pública para em cooperação atenderem bem a todos os alunos em todos os seus aspectos e interesses, incluindo o controle da violência escolar.
É isto aí meus irmãos. Foi um compromisso que saiu na hora, fui rabiscando e falando aos professores e trabalhadores em educação presentes no dia 21 de julho passado, na cidade de Cacoal.

Um comentário:

Anônimo disse...

Muito bom este este documentario, também acho que para ser diretor de escola não e simplismente nomear tem que ter criterios tem que ser habilitado na área e saber lidar com o público alvo que e os alunos.