Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

domingo, 26 de dezembro de 2010

SAÚDE PÚBLICA EM RONDÔNIA

É pensamento comum, por sempre a culpa na saúde, em quem está mais por perto. O primeiro a ser criticado é o prefeito. Este apanha que nem um coitado. Depois sobra para o governador, que por sua parte, também padece pelos infortúnios. Pouca gente culpa o governo federal. Este é o rei do Roma, fica longe, ninguém vê a cara, está redimido. Os prefeitos brasileiros tem investido muito mais do que é recomendado numa verdadeira sangria dos seus recursos próprios.

A grande omissão é realmente dos governos estaduais e federais.

O que nos cabe agora, é fechar questão em nós mesmos, procurar com o mesmo dinheiro encaminhar as nossas dores e padecimentos a um lugar razoável. Fazer o exercício do possível e do impossível para acomodar a situação. A criatividade do SUS é doméstica. Porque na própria Constituição foi deixado um gatilho inteligente - SUS é um sistema hierarquizado, igualitário, equânime e descentralizado.  Veja bem uma coisa desta.

No Sudeste  as cidades são próximas e cada uma delas tem faculdade de medicina, hospital de câncer, santa casa, hospital geral, hospital municipal e por aí vai. E a dinheirama do SUS vai toda pra lá. Por aqui, índios, quilombolas, caboclos ribeirinhos nem existem na estatística de Brasília. E ainda tem por cima dengue, malária, hanseníase e tuberculose.

Sobra-nos um grande pacto para minimizar as nossas desgraceiras. Um pacto envolvendo poder judiciário, prefeitos, governador, ministério público, ministério público do trabalho, tribunal de contas - porque ao fragor da lei em sua análise dura - nada pode. Em circunstância nenhuma - nada pode. Enquanto não pode o caos impera. Vamos ajustar a lei a nossa realidade, puxando para outro lado a interpretação dela, no seu sentido tão desigual, equanimicidade, dar mais a quem tem menos. O que é o nosso caso.

Interpor uma barreira as ações judiciais crescentes para o atendimento de cidadãos. O governo e prefeitos colocarão a disposição da justiça grupo técnico para anteceder a sentença, oferecendo alternativas de tratamentos para centenas de ações. Colocando o razoávelmente possível na letra da lei. Implantar vários consórcios de saúde no Estado, que por si só reduzem o impacto sobre a capital. Descentralizar de verdade os hospitais regionais. Dando a eles resolutividade.

Mediar modelos alternativos de gestões eficientes dos hospitais - trazendo as organizações sociais para Cacoal e São Francisco, hospitais novos que podem começar os serviços corretamente. Buscar parceiros na assistência médica em Guajará-Mirim com o hospital da igreja católica, até que se construa um outro novo. Irmãs Marcelinas da mesma forma, faculdades que ministram cursos na área de saúde.

Parcerias público e privadas com as universidades e faculdades do Estado. Parcerias com centros de especializações fora do Estado. Contratação de serviços médicos especializados com o SUS MAIS PLUS. Ouvi esta expressão em Governador Valadares. Com o SUS sozinho não dá.

Modelos alternativos de contratação de pessoal, dentro da lei de mercado, como fez o ACRE com sua legislação conhecida como Serviço Social em Saúde.  E tem levado nossos médicos pra lá, com pagamentos diferenciados de acordo com a oferta e a procura.  Freiar o impeto maledicente do TFD farto e abundante que sangra o Estado.

E por aí vai, com OSCIPS devocionadas ao setor saúde e que também serão parceiras. Não dá para colocar tudo aqui. Por hoje é só.

10 comentários:

Marcia Elisabete disse...

Governador, que Deus esteja sempre te iluminando e dando sabedoria nas suas escolhas e decisões. Tenho acompanhado suas ações e é visível que o Senhor esta assumindo o Estado de Rondônia com respeito, responsabilidade e competência, valores estes, que até então não era praticado pelos governos passados, alias passado bem próximo. Diante desta postura a esperança e o desejo de ter uma administração séria e comprometida em proporcionar uma vida mais digna ao povo vai deixando de ser uma utopia. A saúde sabemos, é um problema muito sério que vem sendo tratado com certo descaso começando pelo governo federal e assim em toda esfera nacional, as vezes chegamos a pensar que a solução para este caos não acontece por mera conveniência da maioria dos políticos que precisam de assuntos que desperte no povo, digo no pobre, a esperança de mudança motivando-os assim a chegar até as urnas para que estes se mantenham no poder, no entanto, sei que isso não se aplica ao Senhor pois já deu muitas provas no decorrer de sua vida pública que não compactua com esse tipo de "filosofia" sabemos que não é possível resolver todos estes problemas de imediato, mas pode se fazer muito para melhorar, acredito estar no caminho certo quando fala das parcerias e de melhoras no quadro de servidores em número, qualidade e remuneração a parceria com a Unir será de muito proveito e de grande incentivo aos acadêmicos de Medicina que vem sendo tratado com descaso e muitas vezes humilhados pelos gestores dos hospitais públicos e até pelo Secretario de Saúde da gestão passada, pois preferem apoiar as faculdades particulares gostaria que cuidasse deste problema com muito carinho até porque foi o Senhor quem conseguiu trazer este curso para Rondônia. Parabéns! Dr. Confucio muito sucesso em sua administração, estamos juntos nesta empreitada. Aproveito para desejar um Feliz 2011 e que no decorrer deste ano que se inicia todos os seus sonhos e projetos se realizem plenamente. Abraços.

Luzelene disse...

Bem, antes de começar a escrever, espero de verdade que seja o senhor que possa ler esse "pequeno" comentário.
Senhor Governador, queria poder fazer um pequeno desabafo pra ti! Eu nasci em 24/11/1984 na cidade de ariquemes, minha vida foi um pouco conturbada por "N" motivos.
Minha mae, morava no garimpo massangana,e foi o senhor que a ajudou a me por no mundo! ela me conta, que eu passara da hora de nascer, e que meu nascimento foi através daquele parto Fórceps. Ficamos na cidade de ariquemes, apenas 01 mês, depois do meu nascimento. Me criei na cidade de porto velho, por pais adotivos, minha mae não teve condiçoes de me criar!Bem pra resumir, no ano de 2003 fiz o concurso da policia civil, mais tomei posse somente em 2008, e pra minha surpresa, fui lotada na cidade de Ariquemes. Ironia né? sempre fui indiferente a essa cidade! afinal as vezes até me esquecia em qual cidade eu havia nascido!um belo dia, na festa da APA, o senhor e sua esposa passaram por mim e meu esposo! não sei o que houve, mais fui tomada por uma emoção muito grande! em saber que o senhor me teve nos braços, me colocou no mundo! sabe, não tive uma infancia tão boa, não cresci com minha mae, faltou-me muitas vezes amor de maternal, e saber que vc estava vivo, sei lá me senti assim, dai começei a gritar seu nome, pra poder te dar um abraço e dizer: MUItO OBRIGADA! MAIS NÃO DEU! RISOS...
Hoje, sou casada, não tenho filhos, graças a Deus tenho meu emprego, sou feliz no amor, meu marido é uma pessoa maravilhosa! sou louca pra ser mae, e poder dar e sentir amor maternal, ao meu filho... emoção maior seria se o senhor me ajudasse a por ele no mundo! risos...
mais enfim!!!
Creio que nada acontece por acaso, tudo na vida tem seu tempo! minha volta a cidade natal, nao foi em vão! aqui construi minha vida e familia! bem, sou tecnica em necropsia, trabalho no IML de ariquemes, não gosto muito do que faço, na verdade não me sinto a vontade, mais desempenho minha função com seriedade e compromisso!
meu desejo seria olhar nos teus olhos e te ouvir declamar um verso! e te dar um sincero abraço! te conhecer pessoalmente! Desejo que tenhas um governo forte, e que faça historia no estado de Rondonia! gostaria que não publicasse esse comentário! ele é muito pessoal, mais gostaria de ter a confirmação de que o leu!
meu email é luzelene@gmail.com
Desejo ao senhor um feliz natal e um prospero ANo Novo!

carlos vieira da silva disse...

A demanda por profissionais será intensa. Um convênio com os Governos cubanos, bolivianos e de S.Paulo poderia encurtar distâncias.

carlos vieira da silva

asbarbosa disse...

Não entendi bulufas da escrita, mais sei que voce sabe o que está dizendo, prá bom entendedor uma virgula é uma palavra

Edson Lustosa disse...

Governador,
Gostei muito do "Núcleo de Imaginação Permanente", só que eu adotaria como denominação "Núcleo Permanente de Imaginação", porque, pelo que entendi, é o Núcleo que é permanente (diferentemente dos núcleos temporários, como o da Transposição, por exemplo) e não a Imaginação, pois esta será sempre concretizada em ações.
Uma outra sugestão: na Saúde, há áreas da medicina que podem ser contratados médicos para prestar tarefas em grandes mutirões. Exemplo: oftalmologia. Acredito que poderia ser pensado um consórcio com estados vizinhos para uma varredura com exames de vista atendendo a demanda acumulada. Três meses percorrendo o Mato Grosso, três meses percorrendo Rondônia e três meses percorrendo o Acre. Bem, isso já seria um assunto para o Núcleo Permanente de Imaginação.
No mais, feliz 2011 para o senhor; e feliz 2011-2014 para nós, rondonienses.
Edson Lustosa

juceliakoviak@hotmail.com disse...

senhor governador, sou enfermeira do estado e municipio, acredito na sua adminstração o povo precisa de saúde tanto da capital como interior que padece muito até chgar a pvh, as vezes a gente ver pessoas morrer sem poder fazer nada me ponho a disposição no que eu puder colaborar por uma saúde melhor. suceso que Deus te ilumine

Solar disse...

Saúde é coisa séria e não basta colocar a culpa em governos anteriores e no governo federal.E se algumas cidades são mais beneficiadas que outras deve ser porque seus governantes lutaram para que isso acontecesse e conquistaram esse direito. O SUS é uma realidade conquistada, um sistema humanizado criado para que todos sem distinção de pessoas sejam atendidas.Beneficia milhões de pessoas, invejado no mundo todo e cabe a cada um de nós melhorar-ló cada vez mais.
Fazer críticas governador, responsabilizar terceiros não vai melhorar a situação da saúde.Faça a diferença não só no papel ou nas palavras... trabalhe,busque, construa, melhore,implante...
O SUS existe porque pessoas comuns lutaram para que esse sistema fosse uma realidade.Melhorias na saúde já, a saúde merece a atenção e o respeito de todos nós.

Alexandre Marcelino disse...

Boa noite Sr. Governador. Sei que o senhor esta muito atarefado e com a agenda cheia mas quando der um tempinho fale também do que o senhor tem em mente para fazer em relação a segurança pública. Comente um pouco sobre a PM, a PC e também sobre os agentes penitenciários. Um forte abraço e que Deus o ilumine.

Anônimo disse...

Sr. Excelentíssimo Governador. Não esqueça e leve aos componentes do Núcleo de Imagimação Permanente de que alguns exemplos no mundo demonstraram que paises destruidos totalmente pela guerra se tornaram POTENCIAS MUNDIAIS após investirem 70% do PIB na EDUCAÇÃO. Hoje são as maiores potencias do planeta. Povo com uma boa educação, povo com boa saúde, povo com respeito pelo próximo, povo preservando o meio ambiente. Então é lógico, quanto mais educação de um país melhor este país. Povo consciente.
Parabéns governador por este canal de comunicação com o povo -sociedade.
Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Que DEUS ilumine vossa caminhada - governança.
Não esqueça da educação.

Anônimo disse...

Sr Governador, aqui em Cacoal , nós médicos concursados do HRC que viemos de outros estados acreditando em Rondônia como uma terra de oportunidades, ficamos frustrados com a falta de pagamento do adicional noturno, da GAD, da insalubridade, da falta de materiais, medicamentos e equipamentos, enfim um descaso com seus colegas médicos. Como atrair especialistas de que RO carece com esse triste antecedente? Correção no pagamento, salário digno para os médicos, plano de carreira são o início. Não acho que a OS seja uma solução, pois elas precarizam o vínculo trabalhista dos profissionais de saúde.Desejo boa sorte !