Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

RH

Gilberto me disse - você fará tudo que quiser se tiver recursos humanos.  Então, o segredo é ter  gente competente em cada lugar. Se não tem, nada funciona. A valorização do servidor público, o investimento na sua qualificação progressivamente, porque o conhecimento não tem fim, é indispensável para construir uma máquina de governo capaz de encarar qualquer desafio.

O Estado tem cerca de 45 mil servidores efetivos. E é necessário avaliar a situação deste pessoal, principalmente em grau de motivação, interesse e se tem ainda algum combustível capaz de mover a estrutura do Estado para resultados positivos. Depois de tudo isto é trabalhar a capacitação, investir em cursos, sempre e muito para que se possa cobrar produtividade, qualidade e efetividade de ações.

A capacidade de captar recursos no Estado e fora dele é indispensável a um Estado pequeno e de arrecadação boa, mas, que ainda não foi o suficiente para prover os seus serviços com qualidade, como, por exemplo, a saúde pública, a educação, o trânsito seguro e redução progressiva da violência.

Tudo só será resolvido com recursos humanos, da mesma forma que um Exército ativo e vitorioso deve sempre estar.

12 comentários:

prof. claudio disse...

sr.governador uma gestão forte ela deve ser democratica, compartilhada e com ação concreta, digo isto pq sou professor em ji-paaná e istou vivendo os melhores momentos da educação neste municipio graças a simplcidade e a forma de atender nossas ansiedades no que se refere a educação municipal, o secretario tem nos passados varias capacitações, cursos,graduações enfim mudou a educação de ji-parana.

Luciano Mende disse...

O problema é que o serviço público do Estado não tem Incentivo à Qualificação, quando tem é precário, dos servidores. Falo aqui dos profissionais e não dos irregulares, pois estes sim estão sendo valorizados. O Estado precisa profissionalizar-se, porque atualmente está mais próximo de um Estado Medieval.

Constantinolagoa.'. disse...

Sábado a noite conversando com um amigo estudante de história e futuro colega de profissão descobri que é pouco provável que um dia sejamos colega de profissão. Ele pensa em terminar o mais rápido possível o curso de história e ingressar em outra graduação. Pois é isso. Precisamos urgentemente elevar a satisfação do servidor público, os professores que o digam, pois em quase uma década de administração K, foram muitos os direitos retirados e outras tantas medidas impopulares aprovadas.

Anônimo disse...

Dr. confucio, todos concordam que um bom governo se faz com bons tecnicos, mas não esqueça que um governador sem pessoas da sua confiança nao ira a lugar nenhum. Seua partido é o PMDB e ele ira lhe defender ate debaixo dagua, ninguem sabe tudo, muita coisa nos aprendemos basta ter força de vontade. Jeronimo santana importou tecnicos de outros estados e teve um final de governo sozinho. Raupp valorisou muito seus adversarios, na sua releição seus secretarios faziam campanha contra ele. o sr tem muita gente boa no pmdb basta procurar e dar oportunidade. Nao esqueça que seus aliados de hoje poderam ser seus adversarios de amanha. Ou o sr acha que na sua releição todos vao estar do seu lado. quem lhe apoiou no segundo turno nao tinha outra opçao, e nao estaram juntos na proxima batalha.
Um governador que sede as pressoes perde a governabilidade.
desejamos ao sr boa sorte.

Anônimo disse...

Sou polical militar, e a esperença de dias melhores é que voltei no senhor, pois nossa classe depositou toda nossa confiançar no senhor.

Alex Maciel. disse...

Dr Confúcio...
Quando o Sr fez sua faculdade aprendeu a interpretar exames, ministrar medicamentos, fazer cirurgias no intuito de salvar a vida de alguém...
Como o Sr se sentiria se um promotor lhe dissesse que o sr não pode aplicar uma injeção em um paciente porque apesar de curá-lo isso irá lhe causar dor?
E que mesmo salvando a vida dele o Sr não pudesse submetê-lo a uma cirurgia pois lhe causaria trauma essa medida extrema?
Pois bem, é exatamente assim que vive um professor hoje em dia, nada podemos, nada de notas baixas, o índice de aprovação só deve aumentar para que possamos conseguir mais recursos... reprovação?????????? kkkkkkkk
é promotor, é pai, é diretor, é até o papa dizendo que você não deve usar tal medida, somado a isso uma legislação que defende verdadeiros projetos de sabe deus o quê dentro da escola, adolescentes violentos e indisciplinados... ahhh quase me esqueci, docentes que levaram nome de vagabundos e com salários que é melhor nem comentar...
Agora eu lhe pergunto, como o Sr pretende lidar com toda essa gama de problemas?
Sou literata, sonhei muito durante a faculdade e quando cheguei em Rondônia vi meus sonhos e vejo até hoje descer pelo ralo...
Peço a Deus que o Sr possa realmente fazer algo pela educação desse estado!
Atenciosamente.
Soraia Pedroza

claudete Maria dos Santos disse...

Governador

No seu comentario o senhor tocou num assunto muito importante: servidores publicos e a motivação dos mesmos.
Possivelmente haja servidores em numero , quase, suficiente para tocar a máquina do estado. Porém a desmotivação, a pressão, e etc que alguns servidores (não são todos) sofrem os impede de desempenhar suas funçoes com toda a capacidade que os mesmos possuem. É preciso se pensar que o estado é uma instituição, e quem faz tudo isso funcionar são pessoas, então deve-se ter no minimo respeito pela pessoa, que por consequencia é o servidor. Enfim devemos pensar que antes de ser servidor publico ele é uma pessoa. Que Deus o abençoe!!

neto disse...

senhor governador eleito confucio moura,rondonia estava precisando de um governo enovador e com coragem de olhar para o lado tecnologico,sei que o senhor e esse homem corajoso q rondonia e povo esperava. nunca se vence uma guerra sem luta.por mais que ela seja querra de palavras e de dialogo,entao esse e governador de luta e de dialogo.vou finalizar dizendo governador o senhor me conhece.sou de SANTA LUZIA D,OESTE.tive com vc no primeiro e no segundo turno,usei a palavra no seu palanque aqui.o senhor elogio meu pronunciamento,mas isso nao fiz mais que o desejo que eu tinha de tirar rondonia da ditadura do cassol.governador nunca tive uma oportunidade em nenhum governo gostaria de pedir uma oportunidade para compor seu governo deixa eu mostrar um pouquinho do meu trabalho para rondonia se for possivel tenho ficha limpa ja fui secretario de municipal de agricultura e gosto de mais dessa area gosto de esta em contato com agricultores, porque foi de que sai sao minha familia.ass-NETO DA AGRICULTURA COMO SOU CONHECIDO CEL-84662024. abraço

concurseira disse...

Só não acredito que novamente teremos um coronel da PM e não um delegado como Secretário de Segurança. Novamente a Polícia Civil estará sendo colocada de escanteio. Quero crer que essas tais resenhas políticas que leio sejam meras fontes de especulação.

Roberval disse...

Sr. Governador Confucio Moura, nós agentes penitencarios estamos aguardando V. Exa., a assumir o comando com grande alegria e ansiosos....Nós acreditamos que o Sr. vai dar uma vida digna para esses servidores que trabalha num local que muitos, ou seja, a maioria não gostaria de trabalha, por o Sr. ter ideia a expectativa de vida de um agente peniteciarios hoje é 45 anos...depois dessa idade só encosta com problema pscologico, abandona a familia..dai o Sr. imagina....Que Deus lhe abençõe nessa jornada...

Antônio José disse...

Dr. Confúcio:

Quando o Sr. for nomear o Secretário de Finanças gostaria de sugerir que nomeasse uma pessoa de sua inteira confiança, que deixasse seu indicado livre para escolher seus assessores, inclusive o adjunto. Evite negociações nesta pasta e cuidado com o TATE e CRE.

carlos vieira da silva disse...

Clomo se vê, caro Governador, o setor da educação está muito inflamado. Rancores, decepções; muita esperança na mudança de paradigma. É preciso implantar o termo AMOR na área educacionl. Em primeiro lugar, AMOR por si mesmo simultanesamente AMOR pela profissão,a qual exige tal atributo.
Como posso ser um educador competente, motivador, com alto desempenho nas notas e aprendizado dos meus alunos, se vou trabalhar forçado, por obrigação de ganhar um soldo? Como posso seguir a vida enganando-me a mim mesmo de que estou, de fato, tornando meus ensinamentos mais inteligentes, assimiláveis, facilitados e ao mesmo tempo instigantes e profundos? O que se observa é a total falta de motivação e preparo dos professores(salvo, óbvio, as maravilhosas exceções). Para o professor ser valorizado é preciso que ele se valorize: especializar-se e lutar, em conjunto, pelos direitos oriundos dos resultados alcançados dentro da sala de aula (Nem se fala aqui no entorno comunitário.). Eu tenho dependentes que passaram por escola pública. AMOR é a maior carência na área educacional.
carlos vieira da silva