Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

ESCOLA CASA JOVEM

Nesta viagem à Bahia dei com a cara numa escola rural, municipio de Igrapiuna, chamada ESCOLA CASA JOVEM.  Até aí tudo bem, uma escola, como tantas outras mil escolas que tem neste país. Só tem uma coisa, ela é diferente.

Recentemente, ganhou prêmio nacional do MEC pela excelência da gestão.  É uma escola rural, em regime integral, no sopé de um vale, atende a vários municípios, fico na área de uma fazenda, meio da Mata Atlântica. A diferença é a gestão. O currículo é feito ali mesmo. Tem um "circulo de leitura", que faz parte da grade. Vi os meninos recitarem poesias - Ferreira Gullar, Fernando Pessoa, Carlos Drummond, Cecília Meireles, Castro Alves e outros. Na maior arte. Tudo limpo, biblioteca com 2000 livros, quadras esportivas, pais e mães no conselho escolar, tudo bem participativo mesmo.

E o mais importante, as duas coisas, ensino médio convencional no extraturno curso profissional - em vários setores, inclusive, panificação. Ela é do estilo Escola da Família e em Rondônia é chamada Escola Família Agrícola (EFA).

O Diretor Francisco Cruz do Nascimento será convidado por mim para falar em Rondônia sobre o modelo. Justamente este dito cujo, que eu desejo implantar no ensino rural do Estado de Rondônia. Vi com meus olhos o que desejo. Vi com meus olhos que é possível. Vi com meus olhos que tudo pode ser diferente. Vi no interior do Bahia.

2 comentários:

jones disse...

temos um projeto nestes moldes em São Francisco do Guaporé comandado pela Prª aurora. o Sr conhece? faça um esforço de um pulinho até la. contato (69)3654-1067 efavale2008@hotmail.com.

Anônimo disse...

Ao lado do diretor Francisco Cruz do Nascimento, estava a Diretora Rosângela da Escola Gonçalves Dias de Ji-Paraná, primeiro lugar no prêmio Gestão no Estado de Rondonia, juntamente com mais 23 estados premiados, assim como o chico na Bahia, Rosângela tem seu trabalho reconhecido, pena que as autoridades não perceberam e a midia deu pouco valor