Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

domingo, 5 de dezembro de 2010

DEVOLVA MEU LIVRO

Não me lembro mais a quem emprestei o meu livro CHOQUE DE GESTÃO EM MINAS GERAIS, produzido pela Editora da Universidade Federal de Minas Gerais. Comprei-o no aeroporto de Brasília há 2 anos. Li-o todo, rabisquei-o em pontos importantes e fui emprestando para alguns amigos.

Não sei onde está meu livro. Não tem mais em nenhuma livraria. Estou precisando dele. É gente de Ariquemes. Então, está fácil. Se o amigo que inadvertidamente se esqueceu de devolver esta peça maravilhosa, por gentileza, devolva-me. Dias atrás fui a Minas e procurei outro por lá, não tem mais.

Grato amigão do peito. Quero sua amizade e o meu livro.

5 comentários:

carlos vieira da silva disse...

Há duas coisas que não empresto: minha mulher e meus livros. Livros são como ouro em pó, se descuidar-se, evaporam-se. Sacada para não parecer pão-duro: jeitinho brasileiro via clone(xerox); outra: se o livro é importante, compre-o, por favor.
carlos vieira da silva

carlos vieira da silva disse...

Para conseguir de volta o seu precioso livro (sem anotações, infelizmente), fineza pedir a um dos seus assessores telefornar para o INDG - Instituto de Desenvolvimento Industrial, cujo sócio, Vicente Falconi, sentir-se-á honrado, tenho certeza, de recuperar tal perda. Enquanto isso, no livro "O Verdadeiro Poder", de Vicente Falconi, encontrará estudo similar.
carlos vieira da silva

Marcelo Soares disse...

Prezado governador eleito, caso seu amigo relapso não apareça, encontrei duas cópias do livro em sebos de Minas Gerais, que podem ser encomendadas via internet. Possivelmente não terão suas anotações, mas já quebra o galho.

http://www.estantevirtual.com.br/q/choque-de-gestao-em-minas-gerais

Gabriel de Lima Ferreira disse...

Dr. Confucio, peça emprestado ao Gilberto Siqueira, dei-lhe um presente a cerca de 3 anos, parte do que o Sr. viu no Acre vem destas lições mineiras.

Abraço

Gabriel de Lima Ferreira

mendescontabil disse...

Eu também tenho essa mania... (Emprestar e esquecer pra quem foi)
É por isso que idealizei uma planilha (impressa mesmo) onde coloco o nome da pessoa e colho a assinatura dela no ato do empréstimo, só assim vou ter cara-de-pau pra cobrar o livro bem como um comprovante.