Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

domingo, 10 de outubro de 2010

REFORMA AGRÁRIA ESTADUAL

Para fazer reforma agrária pelo Estado, preciso das terras sob o domínio do Estado. Como um Estado pode ser Estado se não tem um palmo de terra sob o controle do Governador?

Fica complicado.

O Governo Federal deve tirar suas amarras sobre o Estado de Rondônia, até parece que Rondônia ainda não se emancipou completamente.  Como se fosse ainda um menino adolescente sob a tutela do pai, sem autonomia pra nada.  Assim não dá

A reforma agrária só pela União está com os dias contados. Bem que se poderia fazer uma cooperação e ou parceria com o INCRA E MDA para que o Estado também ousasse fazer reforma agrária. Mas, aqui, eu faria bem diferente. Não faria nenhum assentamento isolado, distante, em terra ruim, aguardas escassas. Nem pensar. Eu faria reforma agrária nas terras adquiridas de terceiros, perto de cidades, perto de asfalto, perto da rede de energia, perto da rede de telefone, perto de escola e unidades de saúde.

Veja como fica bem mais barato. Quando não se precisa abrir estradas, fazer pontes, levar rede de energia, construir escolas e postos de saúde.  É assim que eu penso. Esta seria a minha reforma agrária. Dois ou tres lotes de 42 alqueires adquiridos e divididos em pequenas glebas de 10 alqueires ou pouco menos e entregue a trabalhadores rurais previamente cadastrados, com vocação compravada . Além do mais que o assentado tivesse todos  os incentivos financeiros iniciais e  assistencia técnica e fomento inicial, além de outros como habitação.

Esta seria a minha reforma agrária. A reforma agrária da NOVA RONDONIA E DO NOVO GOVERNADOR.

Nenhum comentário: