Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

sábado, 21 de agosto de 2010

SEM APRENDER NÃO DÁ


O debate agora no Brasil é como sair do rabo da fila em educação. É de fazer vergonha para o orgulho brasileiro. A cada ano se lê na imprensa que o nosso país perde pra todos. Somos dos últimos países do mundo em qualidade de educação.

Pra ensinar, antes de tudo, professor precisa saber ensinar. Então, o foco do país é o professor. Mas, não é só para se colocar culpa nele. Como o grande vilão do fracasso educacional. A cupa é do sistema. O que é sistema? É tudo.  Falta de prioridade para a educação. Escolas péssimas, sem condições, sem meios pedagógicos para se ensinar, sem banheiros adequados, sem água boa para se beber, sem mapas, sem livros, sem labortórios, sem computadores, enfim, escolas caindo aos pedaços.

Do outro lado, a falta de recursos suficientes para que o benefício chegue ao aluno. O dinheiro necessita chegar ao aluno. Grande parte fica perdido no meio do tortuoso caminho da burocracia. A outra parte que precisa entrar no serviço da educação - é a família. A família precisa pegar e fazer a sua parte. E ainda mais, definir o processo pedagógico, tem escola que não sabe que pedagogia segue. E fica todo mundo em cima de teorias sem lógica, perdidos em discussões ideológicas que não levam a nada.

Por fim, a preparação continuada do professor. Estes cursinhos rápidos, só para se gastar dinheiro e prestar contas, não está com nada. O professsor necessita ser treinado no chão da própria escola, de maneira simples, sem rebuscamentos, procurando melhorar e resolver os seus dramas mais comuns.

Vamos ajeitar e controlar este monstro que é o "sistema", este monstro sagrado que desgraça a política educacional brasileira.

Confesso de público, sou assim mesmo, coloco a minha posição bem clara: aluno que não aprendeu nada não pode ser aprovado no fim do ano. Esta onda psicológica na escola, de que não se pode traumatizar o menino nos primeiros anos. Que tem que passar de ano de qualquer jeito. Não! Nem vem que não tem.

2 comentários:

Orientadora disse...

Parabéns pela coragem de assumir publicamente uma postura clara e contra essa política de pré-aprovação que tomou conta do nosso Estado nos ultimos oito anos, basta o aluno tirar um ponto na prova, porque ele já chega na escola tendo 5,0 pts, só por cumprir obrigações como participação nas aulas, pontualidade, entrega de trabalhos, etc. E vemos a qualidade despencar dia a dia. Todos os profissionais da educação deveriam ler o que o senhor escreve.

Anônimo disse...

Eu admiro Vossa Excelencia por fazer esta revolução em todas as secretarias, em uma escoala do meu municipio tem um professor que conhece tanto seus alunos que os que desistiram no final estão aprovados o diretor sabe mas não toma providencia, tem direção que se acomoda por estar mt tempo no cargo e é convincente com coisas erradas, uns trabalha muito, outro trabalha como que e tem respaudo da direção da escola, alunos que dão trabalho manda dizer que não tem vaga so que aluno bom isso e descriminação, e se o aluno melhora o comportamento nunca vai ter mais uma oportunidade????