Este blog vai ser redirecionado!

Blog redirecionado em 6 segundos!
http://confuciomoura.com.br
Aguarde.

terça-feira, 16 de março de 2010

MAQUIAVÉLICO E HOBBESIANO


Fico meditando comigo mesmo e ao mesmo tempo me autoflagelando pela burrice, sei lá em que nível estou. No entanto quando leio MAQUIAVEL OU THOMAS HOBBES, além de muitos outros, aí eu me acabo de vez. Gente como eles que viveram   nos primórdios do Brasil descoberto, com tanta sabedoria, intuição, senso de observação, se filósofos, simples pensadores, cientistas políticos, sociólogos, na verdade podem ser tudo isto e muito mais. Um como o outro falam da necessidade de um poder humano forte. E que somente com este poder instituído pode-se viver em paz. E que o homem deve lutar pelo poder e ainda mais para mantê-lo.  E que a natureza humana é perversa. O homem em estado bruto e natural está em permanente estado de guerra. O conflito reinante. Maquiavel marca a história com a narrativa da forma de governar - boa e segura - a república (a que promove o bem estar de todos) e que o principe deve ser mais temido do que amado. Mais de quatrocentos anos se passaram depois de suas idéias e até hoje são debatidos nas escolas pela lucidez dos seus pontos de vistas, um e outro podem ser igualmente seguidos. Além do mais suas teses são maiores do que os séculos, passam e perpassam as idades cronológicas e sempre estarão vivos e contemporâneos.

Um comentário:

Fernando Corrêa dos Santos disse...

As grandes ideias são imortais. Pensadores como Maquiavel,Hobbes, Locke, Rousseal, Thomas Morus e tantos outros, são figuras que moldaram o pensamento ocidental. Esse "tal" de Hobbes, foi o cara que pensou que para o homem viver em segurança, teríamos que ter um contrato social, algo que moldasse o comportamento dos indivíduos e que, se um infrigisse este contrato, seria punido pelo "monstro", o famoso Leviatã, mais conhecido como Estado.